FEIRA DE CACIMBA DE BAIXO AINDA SEM DATA DEFINIDA PARA REABERTURA


Santa Cruz do Capibaribe - A Feira de Animais de Cacimba de Baixo ainda não tem data de reabertura definida. A Adagro publicou a portaria nº 017/2020, que trata das providências que devem ser tomadas para que as feiras agropecuárias voltem a ocorrer (confira abaixo). Vando da Sertec, diretor da feira, falou ao blog sobre o assunto:
"Estamos na expectativa de reabrirmos a feira, mas temos a consciência de que isso tem que ser feito com os cuidados necessários para não servirmos de propagadores do novo coronavírus. A portaria da Adagro trás os parâmetros e estamos aguardando a gestão municipal para voltarmos com nossas feiras. O que ouvi do Secretário Isac Aragão é que na próxima terça-feira (25) será dada uma resposta neste sentido".
  
PORTARIA ADAGRO Nº 017, DE 17 de AGOSTO de 2020.

O DIRETOR PRESIDENTE da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco – ADAGRO, no uso de suas atribuições legais conferidas pela Lei nº 15.919/2016, e pelo Decreto nº 44.067/2017, e,
CONSIDERANDO a Declaração de Emergência em Saúde Pública de Importância Internacional pela Organização Mundial da Saúde em 30 de janeiro de 2020, em decorrência da Infecção Humana pelo COVID-19;
CONSIDERANDO a Lei Ordinária Federal nº 13.979/2020, Decreto Estadual nº 49.093/2020 e seus anexos e o Decreto nº 49.307/2020.
CONSIDERANDO a Lei nº 12.228/2002 e o Decreto nº 27.687/2005
RESOLVE:
Art. 1º As feiras agropecuárias só poderão ocorrer em municípios com situação controlada para o COVID-19, conforme a Portaria Conjunta da Secretaria de Saúde/GERES e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.
a) O promotor de evento para realizar uma feira agropecuária deverá solicitar autorização a Adagro de acordo com a legislação vigente.
b) As feiras agropecuárias funcionarão de acordo com as normas de saúde animal vigentes em Pernambuco.
c) Todo o protocolo de segurança, inclusive o controle de acesso de pessoas, dos animais, das condições sanitárias e de saúde pública da feira serão da responsabilidade do promotor do evento.
d) Visando garantir a rastreabilidade dos animais que participarão da feira, a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) de saída deverá ser de forma informatizada e de responsabilidade do médico veterinário responsável técnico.
Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se todas as disposições em contrário.

Paulo Roberto de Andrade Lima
Diretor Presidente

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

CICLISTAS SANTA-CRUZENSES DE MALAS PRONTAS PARA NOVOS DESAFIOS