Prefeitura do Recife antecipa abertura do hospital de campanha da Rua da Aurora

PCR, em esforço conjunto com o Hospital do Câncer de Pernambuco, antecipou em cinco dias abertura do hospital com o maior número de leitos já construído pelo município. Unidade com 100 leitos de UTI e 60 de enfermaria foi construída em apenas 20 dias 
(Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

O prefeito Geraldo Julio anunciou, nesta quarta-feira (15), o início antecipado do funcionamento do Hospital Provisório Recife 1, na Rua da Aurora, no bairro de Santo Amaro, onde serão atendidos pacientes com suspeita ou confirmação ou de covid-19. Com abertura antes prevista para o próximo dia 20, os 160 leitos do quarto hospital de campanha municipal estão sendo abertos gradualmente cinco dias depois de a gestão municipal entregar a obra pronta ao Hospital do Câncer de Pernambuco (HCP), que vai gerenciar a unidade, assim como administra o Hospital da Mulher do Recife (HMR). 

“Nosso plano de contingência continua a ser tocado com o trabalho de muitas secretarias e o esforço de muita gente. A Prefeitura do Recife está toda empenhada para enfrentar os desafios sem precedentes impostos por esta pandemia a toda a humanidade. O momento mais crítico para o Brasil ainda está por chegar. É muito importante que a gente possa usar muito bem esse momento anterior, fazendo o possível para salvar o máximo de vidas. Por isso antecipamos em uma semana a abertura do maior hospital já construído pela Prefeitura do Recife em toda a sua história. A cidade passa a contar neste momento com 399 leitos criados pela Prefeitura do Recife exclusivamente para atender à demanda gerada pela pandemia, sendo 258 leitos de enfermaria e 141 leitos de UTI”, detalhou o prefeito Geraldo Julio, em comunicado transmitido pela internet, na manhã desta quarta-feira.

A abertura é gradual até alcançar 100% de funcionamento. Nesta quarta, ficam disponíveis mais 20 leitos de UTI e 15 de enfermaria. O objetivo da antecipação é contribuir para desafogar a rede de leitos de todo o Estado durante esta pandemia. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), até essa terça (14), estavam ocupados 74% dos leitos para pacientes com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (64% de ocupação nas enfermarias e 88% de ocupação nas UTIs). Os leitos municipais serão regulados pela Central de Regulação, portanto os pacientes não devem ir direto à unidade. 

Previsto para ser inaugurado na próxima semana, o Hospital ficou pronto em apenas 20 dias. O objetivo da antecipação foi contribuir para desafogar a rede de leitos de todo o Estado durante esta pandemia. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), até essa terça (14), estavam ocupados 74% dos leitos para pacientes com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (64% de ocupação nas enfermarias e 88% de ocupação nas UTIs). Os leitos municipais serão regulados pela Central de Regulação, portanto os pacientes não devem ir direto à unidade.

Com a abertura dos 100 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 60 leitos de enfermaria no quarto hospital de campanha da PCR, a rede municipal de saúde agora tem disponíveis 399 leitos, sendo 141 de UTI e 258 de enfermaria. Ao todo, a gestão municipal vai criar mais de mil novos leitos nos sete hospitais de campanha previstos no Plano Municipal de Contingência Covid-19, sendo mais de 300 de UTI.

“Estamos testemunhando o que é provavelmente o maior evento de saúde pública da história do Recife e a Prefeitura está enfrentando tudo isso com um esforço na mesma proporção, realizando a maior mobilização da história da cidade com foco em salvar vidas. Estamos em plena atividade do maior plano de contingência possível, superando todos os limites do poder público para retardar a explosão de casos. Um dos principais focos desse enfrentamento, é preciso que voltemos a ressaltar, é o isolamento social. A mobilização de todos é fundamental”, ressaltou o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia.

Erguido em 20 dias, o Hospital Provisório Recife 1 tem mais de 3.000 m² de área construída e chega a ser maior que o Hospital da Mulher, que foi o primeiro hospital de grande porte construído pela Prefeitura do Recife em toda sua história, com 150 leitos em sua estrutura original, antes da pandemia. 

A Secretaria de Saúde do Recife estruturou o novo Hospital Provisório Recife 1 em um prédio adaptado para funcionar como unidade de saúde no nº 1.675 da Rua da Aurora, na área central da capital pernambucana. No local, serão atendidos apenas os pacientes encaminhados pela Central de Regulação do Recife. A unidade será equipada com respiradores pulmonares, raio-x digital portátil, camas hospitalares, monitores de sinais vitais, desfibriladores cardíacos, entre outros itens. O hospital também tem uma área segura para que os profissionais coloquem e tirem os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), além de dormitório e refeitório para a equipe. 

HOSPITAIS DE CAMPANHA - Os outros três hospitais de campanha prontos foram erguidos nas áreas externas das Policlínicas Amaury Coutinho, na Campina do Barreto, Barros Lima, em Casa Amarela, e Arnaldo Marques, no Ibura. Além desses, estão funcionando 67 leitos no Hospital da Mulher. O HMR também abrigará um hospital de campanha, na área externa da unidade. Nessa terça, também foram abertos 48 leitos no Hospital Evangélico de Pernambuco, no bairro da Torre. A unidade filantrópica que é conveniada à gestão municipal, também está sendo equipada para receber, até o próximo mês, dez leitos de UTI para pacientes com covid-19.

Para viabilizar a implantação de todas essas estruturas, a Prefeitura do Recife anunciou, no início deste mês, um pacote para reduzir em mais de R$ 180 milhões as despesas com revisão de contratos de prestação de serviço, consultorias, locação de veículos, combustível, energia elétrica, materiais de consumo, além de novos aluguéis, passagens aéreas e diárias. Na última semana, também foram anunciadas a compra de mais de dez mil equipamentos médico-hospitalares para os hospitais de campanha e a aquisição de um milhão de itens de EPIs para proteção dos trabalhadores da rede municipal. 

HUMANIZAÇÃO – Nos últimos dias, o Hospital Provisório Recife 1 foi grafitado pelo artista gráfico Rafa Mattos. O ilustrador parceiro da Prefeitura do Recife fez desenhos com mensagens motivacionais e homenagens aos profissionais de saúde, assim como fez no hospital de campanha da Policlínica Arnaldo Marques, aberto na semana passada. Esta foi a segunda iniciativa do Projeto Recife que Cuida, uma ação do programa Colorindo o Recife, da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer (Seturel), em parceria com a Secretaria de Saúde do Recife, para humanizar os locais de tratamento dos pacientes com covid-19.

CONTRATAÇÃO - Como reforço para enfrentamento à pandemia, a Prefeitura do Recife está contratando cerca de 700 profissionais para os hospitais de campanha. Além de mais de 600 que já vinham sendo contratados, a Sesau está com inscrições abertas para seleção temporária de 40 médicos. O edital de credenciamento para contratação temporária de médicos clínicos, intensivistas e intensivistas pediátricos, em regimes diarista e plantonista, está disponível no site da Prefeitura do Recife (www.recife.pe.gov.br) e no www.credenciamentosesau.recife.pe.gov.br, onde é possível fazer a inscrição gratuita.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

CICLISTAS SANTA-CRUZENSES DE MALAS PRONTAS PARA NOVOS DESAFIOS