Justiça do Paraguai determina prisão de Ronaldinho Gaúcho e do irmão


A Justiça do Paraguai determinou neste sábado (7) a prisão do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e do seu irmão Roberto de Assis em caso de passaportes falsos.

O promotor do caso pediu que a prisão preventiva dos brasileiros fosse mantida, alegando "risco de fuga e que o Brasil não extradita seus cidadãos".

O ex-jogador e o seu irmão passaram a noite em uma prisão em Assunção e prestaram depoimento no começo deste sábado.

Carteira de Identidade Civil paraguaia falsa de Ronaldinho Gaúcho

Ronaldinho Gaúcho e Assis são investigados por suspeita de uso de falsos documentos de identificação paraguaios. 

O caso eclodiu na quarta-feira (4), quando Ronaldinho e Assis entraram no Paraguai utilizando passaportes adulterados e ficaram sob custódia em um hotel.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novo caso de nudez, corredora sai pelada em Porto Alegre

Filho deve substituir Aragão candidato em Santa Cruz