Estudantes do SENAI Caruaru apresentam coleção de moda na Passarela Fenearte


O aprendizado dos alunos do curso técnico em Vestuário do SENAI em Caruaru chegou à Passarela Fenearte na noite da última quinta-feira (11). Batizada de “Eu sou Ciranda”, em consonância com o tema da 20ª edição da Fenearte, maior feira de artesanato da América Latina, a coleção trouxe para o evento tecidos leves e fluidos, peças únicas com movimentos e babados. O projeto, que levou três meses para ficar pronto, foi construído a partir do conhecimento adquirido ao longo das disciplinas do curso, com o acompanhamento dos docentes Claudionor Nascimento e Shealy Sandrina.

Ao todo, 17 estudantes participaram do trabalho, sendo a maior parte formada por concluintes do curso. É o caso de André Marinho, 33, que atuou no projeto pela segunda vez. Graduado em Design de Moda, Marinho optou por fazer o curso técnico no SENAI para adquirir mais experiência prática. “Passamos por todo o processo, desde a criação até a execução, prestando atenção em todos os detalhes”, contou.

O tema adotado, “Eu sou Ciranda”, foi crucial para a escolha dos tecidos, estampas e acessórios utilizados na montagem da coleção, como conchas, búzios e materiais rústicos. A ideia foi inspirada na ciranda, próprio tema da Fenearte, que homenageou o Mestre Baracho, Dona Duda e Lia de Itamaracá, expoentes do ritmo em Pernambuco. “Nos inspiramos não apenas no ritmo, mas no contexto da ciranda em si, na praia, no litoral, em Lia (de Itamaracá)”, detalhou André.

De acordo com a diretora interina da escola, Elisângela Souza, a participação do SENAI em Caruaru na Passarela Fenearte, que já ocorre há mais de dez anos, é uma oportunidade importante para que os alunos tenham vivência da produção das peças e da própria passarela. “O conhecimento que eles têm na sala de aula, eles conseguem ver materializado. Eles desenvolveram a pesquisa, viram quais as cores que poderiam ser usadas para que houvesse harmonia, fizeram os desenhos das peças, a modelagem a costura e o acabamento”, ressaltou.

Para a professora Shealy Sandrina, que acompanhou todo o processo de construção da coleção, a participação na Passarela Fenearte é um momento especial tanto para os docentes quanto para os alunos. “Vemos nosso trabalho acontecendo na prática, vemos que os alunos estão desenvolvendo aquilo que aprenderam durante o curso. Usamos uma unidade curricular para desenvolver essa coleção. Como o trabalho é em conjunto, eles precisam aprender a trabalhar em equipe, a ter boa comunicação”, pontuou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara