Bolsonaro veta emenda do PT para transporte gratuito de bagagem em voos: “Eles gostam de pobre”

“Minha tendência é vetar. Aliás, eu fui convencido a vetar o dispositivo. Não só porque é do PT. Se bem que é um indicativo. Os caras são socialistas, comunistas, são estatizantes”, 
disse o presidente

Foto: Reprodução/Facebook

Forum

Durante pronunciamento em transmissão semanal no Facebook, nesta quinta-feira (30), Jair Bolsonaro declarou que vai vetar emenda à Medida Provisória (MP) das Aéreas, que reintroduz o direito de transporte gratuito de bagagem em voos domésticos e internacionais.

O presidente, aparentemente alheio às manifestações que tomaram conta do Brasil, contra os cortes na educação promovidos por seu governo, disse que está convencido a vetar o trecho da emenda à MP 863.

“Minha tendência é vetar. Aliás, eu fui convencido a vetar o dispositivo. Não só porque é do PT. Se bem que é um indicativo. Os caras são socialistas, comunistas, são estatizantes. Eles gostam de pobre”, afirmou.

A gratuidade da bagagem não estava na versão inicial da MP. No entanto, foi incluída durante a tramitação no Congresso Nacional por uma emenda da bancada do PT.

Diante da aprovação no Congresso, Bolsonaro chegou a dizer que não vetaria a proposta. Contudo, atendeu ao lobby das empresas pela permanência da cobrança.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara