Bolsonaro cancela ida à premiação do Person of the Year em NY

Sonia Racy
Estadão


Person of the Year 1

A pelo menos um interlocutor, Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira, 3, que não vai mais à edição de 2019 da premiação Person of the Year. Que bate recordes de inscritos e de empresas apoiadoras. São 1.100 pessoas confirmadas e 88 empresas. O presidente seria homenageado no evento.

Person of the Year 2

A edição deste ano teria até novidade. Pela primeira vez, seriam entregues prêmios para empresas.

As finalistas do evento: Prêmio de Responsabilidade Social, Renovatio/VerBem, Instituto Brasil Solidário, Amigos da Poli e Aliança Empreende-dora. Prêmio de Inovação Digital: Neoway, Loggi, iFood e Gympass.

Person of the Year 3

O local da premiação foi definido na semana passada, depois que duas instituições de Nova York – o Museu Nacional de História Natural, no Central Park, e o Cipriani Hall, em Wall Street – se recusarem a sediar homenagem ao presidente brasileiro. A Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, responsável pela premiação, optou finalmente pelo o hotel Marriott de Downtown Manhattan.

O Museu Nacional deu para trás após sofrer pressão da comunidade ambiental e do prefeito da cidade, Bill de Blasio. Ele tem dificultado a realização da festa, valendo-se do argumento de que não seria possível garantir a segurança do evento, visto que muitos movimentos sociais se articulam contra sua realização.

A premiação é concedida há 49 anos e tem objetivo de reconhecer sempre dois líderes, um brasileiro e um americano, que trabalham pela aproximação e relação entre os dois países.

A Câmara de Comércio, conforme adiantado pelo blog da coluna, escolheu que o par de Bolsonaro no evento será Mike Pompeo, secretário de Estado de Donald Trump.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉDICOS CUBANOS GANHAM DESPEDIDA, NA SEDE DA UESCC, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE