Paulo Câmara toma posse de segundo mandato como governador

Foto: Léo Malafaia/Esp.DP

Diário de Pernambuco

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), tomou posse na tarde desta terça-feira, 1º, de seu segundo mandato à frente do Estado, em cerimônia que está sendo realizada na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Câmara estava acompanhado de sua vice-governadora, Luciana Santos (PCdoB). O prefeito Geraldo Julio (PSB) é um dos políticos presentes na cerimônia.

"Nós temos que começar a ver a melhoria nos serviços públicos. Seja na saúde, segurança ou educação. Buscar incansavelmente a geração de emprego. A gente sabe que o desafio de governar Pernambuco é ter ainda um país em crise. No primeiro ato, vamos dar posse aos secretários amanhã para começar a unificação das ações em todas as secretárias em favor da sociedade. Todas as secretárias vão dar sua contribuição para melhorar os serviços e gerar empregos focando em um 2019 onde as coisas possam acontecer de maneira mais rápida e a população tenha os serviços entregues e de melhor qualidade", afirmou o governador após a posse.

Os nomes dos presidentes de empresas estatais ou o chamado segundo escalão do mandato serão definidos ainda, segundo o governador. "Isso vai acontecer nos próximos dias, com muito diálogo, muita transparência e buscando chamar os melhores. A gente quer continuar fazendo equipes que possam realmente dar conta do recado e melhorar os serviços oferecidos."

Em relação ao governo federal, cuja posse do presidente eleito Jair Bolsonaro também foi na tarde desta terça-feira, Paulo Câmara afirma que respeita, mas vai cobrar projetos. "Temos capacidade de diálogo e queremos ajudar o Brasil a voltar a gerar emprego e renda como governador de Pernambuco. A gente vai estar sempre buscando o diálogo e ações para beneficiar o povo do estado."

Questionado sobre as denúncias de policiais civis sobre perseguição politica contra o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), Áureo Cisneiros, o governador afirmou tratar-se de uma questão para ser resolvida pela Secretária de Defesa Social (SDS). Ao ser questionado sobre o fim da Delegacia de Polícia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp), Paulo afirma que o tema está no passado. "Vocês estão voltando ao tema que não faz parte do cotidiano. Criamos um departamento para dar agilidade ao combate a corrupção e aumentar a transparência. Não cabe esse debate, isso já passou."

Para 2019, o lema será geração de empregos e melhoria das condições dos serviços públicos estaduais. "Queremos finalizar obras, buscar ver oportunidades, novas parcerias seja com o setor privado ou o público", finaliza. “É urgente desmontar os palanques, desarmar os espíritos, buscar o mínimo de convergências que nos permitam preservar as conquistas democráticas e avançar. O processo eleitoral que nos elegeu para o Poder Executivo e elegeu os parlamentares para o Poder Legislativo é o mesmo que elegeu o presidente da República”, afirmou o governador.

No discurso, Câmara lembrou a história de lutas de Pernambuco, que se contrapôs ao poder central, quando necessário, e disse que apoiará as decisões que beneficiem o estado, mas refutou a possível privatização da companhia de energia Chesf. “A submissão, em qualquer tempo, de qualquer natureza, por qualquer motivo, é incompatível com o espírito libertário dos pernambucanos. Apoiaremos decisões que beneficiem Pernambuco e o Nordeste, a exemplo das obras complementares da transposição das águas do Rio São Francisco e da conclusão da Ferrovia Transnordestina. Mas seremos contra iniciativas que comprometam o futuro do estado e da região, como a privatização da Chesf”, ressaltou.

Ao final do discurso, Câmara voltou a insistir na pacificação política do país, como forma de alcançar avanços econômicos e sociais. “Precisamos de paz, porém não a paz do silêncio imposto pela força. Queremos a paz viva, do debate, do contraditório, da liberdade de opinião. A paz da democracia. Precisamos de paz para trabalhar, vencer a miséria, a violência e o desemprego, para ajudar milhões de jovens a encontrar um futuro melhor e mais proveitoso”, concluiu.

Com informações da repórter Cláudia Elói e da Agência Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara