Bolsonaro dá posse a ministros no Palácio do Planalto após receber faixa presidencial

Cerimônia de posse teve início por volta das 18h; primeiro ministro a tomar posse foi Sérgio Moro (Justiça). Eventos de transmissão de cargos serão realizados nesta quarta-feira.

Por G1 — Brasília

Bolsonaro posa para foto oficial com ministros 
Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro deu posse à equipe ministerial nesta terça-feira (1º), após receber a faixa presidencial do seu antecessor, o agora ex-presidente Michel Temer, e de discursar à população no parlatório do Palácio do Planalto.

As cerimônias de transmissão de cargo de cada ministério serão realizadas nesta quarta-feira (2).

A equipe de Bolsonaro será composta por 22 ministros – sete a mais do que os 15 anunciados por ele durante a campanha presidencial. Nesta terça, foram empossados 21 ministros. Além deles, Bolsonaro assinou a indicação de Roberto Campos Neto para a presidência do Banco Central, que precisa ser aprovada pelo Senado.

A posse dos ministros teve início por volta das 18h. Na cerimônia, cada ministro era chamado para assinar o termo de posse, por ordem de criação da pasta.

O primeiro ministro a ser empossado foi Sérgio Moro, ex-juiz federal que comandará o Ministério da Justiça, pasta mais antiga do país. Na sequência, tomou posse o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, um dos nomes mais próximos de Bolsonaro desde a campanha presidencial.

Além da posse dos ministros e da indicação de Campos Neto para o Banco Central, Bolsonaro também assinou a primeira medida provisória de seu governo, que reestrutura a Esplanada dos Ministérios, com a nova composição de ministros.

Às 18h20, Bolsonaro e a equipe ministerial posaram para a tradicional foto oficial do presidente com os ministros de governo. Também participou da foto o vice-presidente, Hamilton Mourão.

Quem são os ministros de Bolsonaro — Foto: Alexandre Mauro/G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara