João de Deus se entrega à polícia, diz advogado do líder religioso

Médium se apresentou às autoridades pouco depois das 16 horas deste domingo

(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Correio Braziliense

O médium João de Deus se entregou a polícia na tarde deste domingo (16/12), informou ao Correio o advogado Alberto Toron, que faz a defesa do religioso. O defensor disse que não poderia informar ainda o local onde ele se apresentou as autoridades.

O líder religioso era considerado foragido desde o sábado (15/12), após a polícia ter procurado ele, sem sucesso, em mais de 30 endereços apontados pela investigação. Ele teve a prisão decretada na sexta-feira (14/12). João de Deus é acusado pelos crimes de assédio sexual e estupro por mais de 300 mulheres, do Brasil e do exterior. 

Para pedir a prisão de João de Deus, o Ministério Público justificou que, caso permanecesse solto, o médium poderia ameaçar mulheres que denunciaram os abusos ou, ainda, fazer novas vítimas. 

Pelo menos 30 vítimas foram ouvidas pelos procuradores que atuam no caso. Além de ser apontado como autor dos abusos por mulheres de 13 estados e do Distrito Federal, também ocorreram denúncias contra ele na Alemanha, Suíça, e outras nações. 

No sábado, investigadores revelaram que João de Deus retirou R$ 35 milhões de contas bancárias na quarta-feira (12/12).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara