Delegada ‘não demonstrou interesse’ em cargo no Draco, diz SDS

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Do Blog de Jamildo

O secretário de Defesa Social em exercício, Humberto Freire, afirmou nesta quarta-feira (7), em entrevista coletiva sobre o novo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco), que à delegada Patrícia Domingos foi oferecida a diretoria adjunta do órgão, mas ela “não demonstrou interesse”. A delegada chefiava a Delegacia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp), extinta com a lei que criou o Draco.

A delegada especial Sylvana Lellis ficará à frente do departamento.

O subchefe da Polícia Civil de Pernambuco, Nehemias Falcão, disse ter falado com Patrícia Domingos.

Agora, deverá ser definida em que delegacia ela deverá atuar. Além disso, quem vai ocupar o cargo que seria dela no departamento.

Mais cedo, Patrícia Domingos foi entrevistada no programa Resenha Política e falou sobre o assunto. 

Extinção da Decasp

Sob protestos nas galerias e de deputados de oposição, a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou, nessa segunda-feira (5), por 18 votos a 7, a redação final do projeto de lei que mudou a estrutura da Polícia Civil. Com a mudança, foram extintas a Decasp, responsável por operações como a Ratatouille e Castelo de Farinha, e a Delegacia de Crimes contra a Propriedade Imaterial (Deprim), conhecida como “antipirataria”.

O projeto de lei tramitou na Assembleia em regime de urgência.

*Com informações de Renata Monteiro, do Jornal do Commercio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara