Primavera pernambucana: multidão recebe Haddad e Manu em Recife

Candidatos da coligação “O Povo Feliz de Novo” participaram de grande em ato para salvar o Brasil do projeto neoliberal em curso, após o Golpe

Ricardo Stuckert
Haddad durante caminhada em Recife

Uma multidão recebeu o candidato a presidente pela coligação “O Povo Feliz de Novo”, Fernando Haddad, e sua vice, Manuela d’Ávila, em Recife (PE) no início da tarde deste sábado. Haddad e Manu tiveram dificuldade para chegar ao palco onde fariam o ato, tamanha era a festa feita pelo povo nas ruas da capital pernambucana. Manuela brincou que parecia o Galo da Madrugada, “de tanta alegria, de tanta gente”. Também estavam presentes ao ato o senador pernambucano Humberto Costa (PT) e o governador do estado, Paulo Câmara (PSB).

Haddad afirmou que vai ganhar essa eleição porque é preciso salvar o Brasil do projeto neoliberal que está em curso. “Não queremos revanchismo. E queremos só dar um recado: o negro vai ser respeitado, a mulher vai ser respeitada, o nordestino vai ser respeitado. Um recado para nosso amigo ali: se a mulher cria o filho sozinha vai receber mais atenção da gente. Se a avó cuida do neto sozinha, ela vai receber carinho do Lula de novo, porque ele nunca deixou de olhar para quem mais precisa”.

“Não vamos admitir violência, intolerância, porque essa não é a nossa cultura. Vamos voltar a ser feliz com todo mundo, num projeto nacional que olha pra quem mais precisa. Vamos pegar na mão daquele que está numa situação mais difícil. Às vezes o que ele precisa é do bolsa família, `as vezes um estagio, uma universidade ou uma temporada no exterior, a que o pobre também tem direito”, disse Haddad

O ex-ministro da educação de Lula afirmou que os governos do PT nunca deixaram nenhum brasileiro pra trás, nem os adversários. Na época, o Nordeste se desenvolveu mais do que a média nacional, de acordo com o candidato, porque foi a primeira vez que um presidente olhou para a região. “Lula sabia a dívida histórica que o Brasil tinha com o nordeste na educação e na saúde”.

Haddad afirmou que todo mundo nasce com talento, mas é papel do governante que todas as pessoas tenham oportunidades. Ele contou que seu pai era agricultor no Líbano, antes de vir para o Brasil e se tornar um comerciante. “Aprendi com ele que um homem e uma mulher têm que saber pra onde ir. Não tem coisa pior que estar desamparado, não ter posto de trabalho, não ter escola, universidade. Todos têm que ter seus direitos assegurados”.

Ele lembrou que o Brasil ia por um caminho de desenvolvimento com inclusão até que os derrotados nas eleições de 2014, inconformados, começaram a desestabilizar o país e o Brasil virou uma bagunça. ”Corta direito trabalhista, corta direito social, ofende a honra da mulher, do negro, do nordestino”, disse ele.

Haddad falou de Lula e se disse inconformado. “O que me indigna saber é que o cara que mais amou o Brasil, mais se doou, em quase 50 anos de história pública ao lado povo brasileiro, é hoje o cara mais injustiçado”. Foi interrompido pelo público, que gritava “ Lula livre”.

E o candidato do ex-presidente fez um convite aos pernambucanos. “Vocês sabem que sou formalmente o advogado de Lula e hoje vou estabelecer cada um de vocês pra ser advogado de Lula. Não é justo o que está acontecendo. Até a ONU recomendou que ele concorresse, mas o medo é que ele ganhasse no primeiro turno. Lula não é só pessoa. É um projeto. É uma visão de futuro, o sonho do jovem, da mulher negra, de um brasil diferente dos 500 anos de tradição”.

Ricardo Stuckert
Multidão recebe Haddad e Manu em Recife

Haddad relembrou o que disse uma senhora baiana: “eles esqueceram de prender o povo”. “E o povo vai dar resposta em outubro”, afirmou Haddad, , falando tambem sobre a importância de se eleger parlamentares comprometidos com o projeto do PT. “Não se faz nada sozinho. O presidente precisa da parceria do congresso, dos governadores, temos muita coisa pra arrumar. Temos que estar unidos todos nós”.

Manuela d’Ávila também fez um discurso emocionante. “Nós temos visitado o Brasil inteiro. No Brasil inteiro, o que nós vemos na rua é nossa militância dizendo que acredita no Brasil, no povo, que sabe que as mulheres são imprescindíveis para termos um país com educação e saúde públicas”, disse Manu. A vice de Haddad falou sobre a missão de cada um dos pernambucanos nos próximos dias. “O estado de Lula, o estado que deu ao Brasil de presente seu mais ilustra filho, Luiz Inácio Lula da Silva, o Pernambuco de Dona Lindu, que criou Lula na solidão que muitas mulheres criam seus filhos, garantindo a dignidade e sobrevivência, tem missão de fazer com que nos vençamos a eleição. Somos o país da liberdade, do povo extraordinário que merece ser feliz de novo”, afirmou ela.

Conversa com a imprensa

Fernando Haddad fez uma pequena coletiva de imprensa ao final do ato, em Recife. Ele fez questão de falar sobre mobilidade urbana. “Hoje é dia da mobilidade urbana. E temos um projeto muito forte de mobilidade para o país. . Inclui apoio decisivo a faixas de ônibus, ciclovias, segurança do pedestre. Vamos oferecer parte de um tributo federal, que é a CID, e entregar parte para os prefeitos melhorarem o transporte publico. A mobilidade, além de dialogar com direito do trabalhador, dialoga com a questão do meio ambiente, porque quanto mais transporte público, mais transporte ativo, que é bicicleta e caminhada, menos poluição.”

Ele discorreu sobre racionalizar as verbas da Saúde, aperfeiçoando, por exemplo, o programa Mais Médicos, incluindo a contratação de especialistas. Na educação, Haddad reafirmou o compromisso de dar prioridade ao ensino médio. Para isso, está em seu plano de governo a proposta de que cada unidade federal adote uma escola de ensino médio estadual que estejam com baixo desempenho para que melhorem sua nota no Enem.

Haddad volta a falar que vai revogar teto de gastos implementado por Michel Temer pra poder investir, principalmente em obras paradas. “Obras parada dá prejuízo, se deteriora, custa o dobro pra terminar depois. Na Transnordestina e na transposição do rio São Francisco, foram bilhões gastos. Tem que concluir, a todo custo. Não vamos deixar obra estratégica parada”, disse.

Postagens mais visitadas deste blog

ZÉ ELIAS CONCEDE ENTREVISTA E FALA SOBRE O MOMENTO DIFÍCIL QUE ESTÁ PASSANDO

EDILSON TAVARES, UM OUTSIDER QUE DEU CERTO