Após ser esfaqueado em campanha, Bolsonaro é operado e vai para UTI

Durante agenda em Juiz de Fora, presidenciável do PSL foi agredido com facada. Suspeito foi detido pela polícia

REPRODUÇÃO


O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva da Santa Casa da Misericórdia de Juiz de Fora (MG). Ele foi submetido a uma cirurgia no hospital para controlar hemorragia: o presidenciável teve uma artéria perfurada ao ser esfaqueado na região do abdômen. O ataque a Bolsonaro ocorreu na tarde desta quinta-feira (6/9), quando o político cumpria agenda de campanha no município mineiro.


Apoiadores do candidato contiveram o agressor e passaram a espancá-lo. PF interveio, impediu linchamento e prendeu o homem /Reprodução

Preso, Adélio Bispo de Oliveira confirmou agressão a presidenciável e diz que cumpriu “ordens de Deus”/ Reprodução

MAIS SOBRE O ASSUNTO


O presidenciável deu entrada na emergência da Santa Casa às 15h40 e chegou a levar pontos para fechar o ferimento, pois o exame preliminar apontava corte superficial. No entanto, após passar por uma ultrassonografia, foi constatado que uma artéria havia rompido, o que levou o paciente a ter uma queda brusca de pressão. Com risco de perfuração de órgãos, como fígado e pulmão, e hemorragia interna, a equipe médica decidiu operá-lo. O procedimento terminou por volta das 19h e contatou ter havido perfuração do intestino do político. Ele deixou o centro cirúrgico com uma bolsa intestinal.

A família pretende transferi-lo para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, mas ainda é avaliado se ele terá condições de deixar a Santa Casa de Juiz de Fora ainda nesta noite ou posteriormente. Uma equipe da unidade de saúde paulista já acompanha a recuperação do candidato em Minas.

O ataque

Líder das pesquisas de intenção de voto à Presidência da República, Bolsonaro cumpria agenda em Juiz de Fora quando foi atacado. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o deputado federal sendo carregado por apoiadores após ser atingido na região do abdômen. Nas imagens (assista abaixo), Bolsonaro aparece com as mãos na barriga. O fato foi confirmado pelos filhos do parlamentar nas redes sociais e também pela polícia local.

Candidato a senador pelo Rio de Janeiro e filho do presidenciável, Flávio Bolsonaro comentou o episódio. “Jair sofreu um atentado agora em Juiz de Fora, uma estocada com faca na região do abdômen. Graças a Deus, foi apenas superficial e ele passa bem. Peço que intensifiquem as orações por nós”, escreveu. Mais tarde, a família soube que, na verdade, a facada havia perfurado órgãos e o candidato sofreu o rompimento de uma artéria.

Assista o momento da agressão em câmera lenta:

No vídeo, é possível ver que o agressor é contido por populares logo depois de ele atingir o presidenciável. A Polícia Federal confirmou que deteve o homem e vai abrir inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato. Em nota, a PF informou que o parlamentar contava com a escolta de policiais federais quando foi atacado. A Polícia Militar do estado de Minas Gerais, por sua vez, relatou que o agressor Adélio Bispo de Oliveira já tinha passagem por lesão corporal.

Em suas agendas, Bolsonaro tem sido acompanhado por uma equipe da Polícia Federal. Por lei, candidatos à Presidência da República têm direito a escolta durante o período eleitoral. Em agenda no interior de São Paulo, ele chegou a utilizar colete à prova de balas. No momento do ataque, ele não estava utilizando o item de proteção.

Presidenciáveis comentam ataque em Minas Gerais

Adversários de Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial comentaram a agressão ao militar da reserva em Juiz de Fora. Para Guilherme Boulos (Psol), “violência não se justifica”. Representante do PSDB, Geraldo Alckmin falou em “ato deplorável”, enquanto o emedebista Henrique Meirelles afirmou que o Brasil precisa encontrar o “caminho da paz”. O petista Fernando Haddad (PT) desejou pronto restabelecimento a Bolsonaro.

Colaborou Rafaela Benez

Postagens mais visitadas deste blog

ZÉ ELIAS CONCEDE ENTREVISTA E FALA SOBRE O MOMENTO DIFÍCIL QUE ESTÁ PASSANDO

EDILSON TAVARES, UM OUTSIDER QUE DEU CERTO