Paulo Câmara abre a 19ª Fenearte e destaca evento como resistência da cultura popular pernambucana


A maior feira de arte da América Latina começou ontem e vai até o próximo dia 15 de julho. O evento reúne mais de 5 mil participantes, entre expositores e artistas, em 800 estandes espalhados pelo Centro de Convenções, em Olinda

Espaço voltado para promover a cultura de várias partes do mundo e de Pernambuco, em especial, a 19ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) foi aberta ao público nesta quarta-feira (04.07). Acompanhado da primeira-dama, Ana Luiza Câmara, e das filhas, Clara e Helena, o governador Paulo Câmara abriu o evento, visitou os estandes da Alameda dos Mestres e cumprimentou artesãos e o público. Trazendo como homenageado, o Mestre Salustiano, Patrimônio Vivo decretado pelo Governo do Estado, e falecido em 2008, a maior feira de artesanato da América Latina segue até o próximo dia 15 de julho, no Centro de Convenções, em Olinda, e recebe artesãos de todo o Brasil e de mais 22 países.

“Já são 19 anos fazendo a Fenearte, um evento de resistência da cultura popular que cresce anualmente. A cada edição, trazemos um número ainda maior de artistas, com suas peças que encantam pela beleza. Ficamos felizes em promover um evento como esse, que tanto bem tem feito para Pernambuco e que esse ano homenageia um grande pernambucano, o Mestre Salu, cujo legado está devidamente representado ao longo da feira. Eu não tenho dúvidas de que esses próximos dias serão de muito sucesso, muita renda e geração de emprego. Eu espero que os nossos artistas possam cada vez mais estar representados com as suas peças em todo o País e, quem sabe, até no exterior. Esta é uma feira que nos encanta e está todo mundo de parabéns: as pessoas que organizam a feira e, principalmente, os nossos artesãos”, afirmou o governador Paulo Câmara.


Fruto de um investimento de R$ 5 milhões, oriundos do Governo do Estado, por meio da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), a 19ª Fenearte criou 2,5 mil empregos temporários e tem expectativa de gerar R$ 43 milhões em negócios. Este ano, mais de cinco mil participantes - entre artistas e expositores - estão na feira, distribuídos em cerca de 800 estandes. A edição 2018 do evento terá 12 dias – um a mais do que o ano passado. Durante o período de 04 a 15 de julho,, são esperadas mais de 300 mil pessoas.

Ana Luiza Câmara, que coordenou as reuniões estratégicas para a realização da feira, destacou que o Governo do Estado faz questão de incentivar e reforçar a importância da cultura por meio da Fenearte. A primeira-dama comentou, ainda, que esta edição traz algumas novidades. “Temos o polo gastronômico, onde é possível assistir os jogos da Copa; muitas oficinas, que serão dadas de forma gratuita à população; as atrações de palco com nossos patrimônios imateriais vivos; além da tradicional alameda de mestres maravilhosos que está de braços abertos para receber o público”, explicou.

Natural de Serra Talhada, Seu Neném confecciona bolsas e sapatos em couro há 25 anos. O aprendizado veio de seu pai e começou quando ele tinha 8 anos. Este é o segundo ano que Seu Neném, de 53 anos, expõe na Alameda dos Mestres da Fenearte. Mas, se depender dele, muitos ainda virão. “Para mim, é uma oportunidade única, que a gente tem que abraçar e fazer o possível para que os fregueses gostem da mercadoria. Estou expondo na feira há dois anos e, enquanto eu estiver vivo, eu quero continuar participando”, disse Seu Neném.

Frequentadora fiel da Fenearte, a aposentada Maria José de Albuquerque, de 70 anos, vai, todos os anos, à feira. Para ela, é uma oportunidade de valorizar a cultura local e de conhecer a de outros países. "Venho todos os anos e acho que participar de um evento como esse é um aprendizado para mim", registrou. 


CIDADANIA - Antes de conhecer os estandes, o governador Paulo Câmara visitou o Fenearte Cidadania, novo espaço de convivência, localizado ao lado do Pavilhão do Centro de Convenções e promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ). A estrutura foi idealizada para ser um ponto de apoio e local de proteção para crianças que frequentam a feira, promovendo programações culturais e educativas para filhos de comerciantes e artesãos que trabalham no evento e visitantes da mostra. A estrutura, que faz alusão a um circo, tem capacidade para 80 pessoas.

“Os pais que estão trabalhando no evento, poderão deixar os filhos lá. As crianças vão passar o dia assistindo filmes, brincando, fazendo uso de atendimento odontológico, dentre outras atividades. Então, quem trabalha, pode deixar o filho com profissionais que têm competência e qualificação para fazer a guarda dessas crianças, durante os 12 dias de evento”, garantiu o coordenador da Fenearte, Thiago Ângelus.

Acompanharam o governador durante a abertura do evento, secretários de Estado; os prefeitos de Olinda e Recife, Professor Lupércio e Geraldo Julio, respectivamente; e parlamentares.

SERVIÇO:

Data: de 4 a 15 de julho
Local: Centro de Convenções de Pernambuco – Olinda
Horário: das 14h às 22h (de segunda a sexta-feira); das 10h às 22h (sábado e domingo)
Valores dos ingressos: de segunda à sexta: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia) / sábado e domingo: R$ 12 (inteira) R$ 6 (meia)

Fotos: Aluísio Moreira/SEI

Postagens mais visitadas deste blog

ZÉ ELIAS CONCEDE ENTREVISTA E FALA SOBRE O MOMENTO DIFÍCIL QUE ESTÁ PASSANDO

EDILSON TAVARES, UM OUTSIDER QUE DEU CERTO