O oleiro e o vaso, por Dário Gomes*

Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão

(Parte 1)

A Palavra do Senhor, que veio a Jeremias, dizendo: Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas, como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel. (Jeremias 18: 1-6).

Hoje vamos começar a considerar sobre um dos temas mais comentados que encontramos nas Sagradas Escrituras: O vaso do oleiro.

No texto bíblico sempre encontramos a exemplificação tendo Deus, o Pai, como sendo o oleiro e nós somos o barro do qual o oleiro formou o vaso. Fomos tirados do pó assim como o foi o vaso, a matéria prima da qual foi feito o ser humano é a mesma que forma o vaso, daí a comparação. 

Também a própria bíblia chama nosso corpo de vaso: Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; ( I Tessalonicenses 4:4). A palavra “`Vaso” toma aqui a forma genérica de corpo.

E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. Gênesis 2:7. 

E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu. Eclesiastes 12:7.

Quem tudo criou foi o próprio Deus conforme foi revelado ao Profeta Jeremias: E lhes ordenarás, que digam aos seus senhores: Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel: Assim direis a vossos senhores: Eu fiz a terra, o homem, e os animais que estão sobre a face da terra, com o meu grande poder, e com o meu braço estendido, e a dou a quem é reto aos meus olhos. Jeremias 27:4-5.

Como Deus conseguiu fazer? Filipenses 3:21 (b) Segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas.

Para uma comprovação cientifica citamos uma matéria da Revista Superinteressante .

Pegue 21 elementos da tabela periódica da Química. Carregue nas porções de oxigênio, nitrogênio, hidrogênio e carbono e dê uma pitadinha dos 17 que faltam. Assim é preparado o corpo humano, uma combinação metabólica feita na medida certa. Mas, cuidado: se faltar algum item nesta receita, a mistura pode desandar. https://www.super.abril.com.br/ciencia/a-formula-do-corpo/ 

Todos os elementos citados estão na crosta terrestre, e é válida a observação de que o homem foi tirado da terra, e não somente do barro, a referencia ao barro é porque este constitui-se de elementos da terra propriamente ditos. Deus, em sua eterna sabedoria, deu ao escritor do Genesis a seguinte revelação: E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. Gênesis 2:7.

Também vale citar matéria do Portal Uol ciência sobre a formação da vida: 

Argila pode estar na origem das células

O ingrediente que faltava para reunir as moléculas orgânicas da Terra primordial numa membrana, formando um esboço de célula, pode ter sido uma simples fôrma de argila - um pó ou pasta acinzentada comum em diversos lugares do planeta.

É isso o que sugerem experimentos feitos por cientistas norte-americanos, nos quais a mera adição desse condimento mineral multiplicou em cem vezes a tendência de ácidos graxos (as moléculas que compõem os lipídios ou gorduras) de formar uma membrana de camada dupla, parecida com a que todas as células bacterianas, animais ou vegetais ostentam até hoje.

Esse projeto de célula, no entanto, vai muito além da mera formação: ele também consegue "crescer", incorporando mais partículas de ácido graxo espalhadas nas proximidades, e até se "dividir" embora precise de um certo grau de estímulo dos pesquisadores para conseguir realizar essa última proeza...

Biblicamente e cientificamente há uma forte relação entre a terra e o ser humano, daí o pressuposto de começarmos nosso pequeno esboço sobre o oleiro e o vaso a partir dessas comprovações, de agora por diante discorreremos sobre a relação: O oleiro e o barro.

Um abraço e até a próxima, se Deus permitir.

*Dário Gomes de Araujo é Evangelista da Igreja Evangélica Assembleia de Deus e atual gestor na cidade de São José do Egito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

SETE GOVERNADORES ENCARAM TEMER E DIZEM NÃO A PEDRO PARENTE