Governo de Pernambuco decreta cinco dias de luto pela morte de Guilherme Uchoa

De acordo com o governador Paulo Câmara, o parlamentar foi um grande parceiro do Governo do Estado aprovando projetos importantes para o povo pernambucano enviados para a Alepe

Por: Blog da Folha

Palácio do Campo das Princesas - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, decretou cinco dias de luto oficial no Estado após a morte do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Guilherme Uchoa, aos 71 anos, decorrente de uma pneumonia. Em nota oficial, o socialista classificou o aliado como "um parceiro fundamental", tanto de sua gestão quanto da do ex-governador Eduardo Campos.

De acordo com o governador, o parlamentar foi um grande parceiro do Governo do Estado aprovando projetos importantes para o povo de Pernambuco enviados para a Alepe. "Quero prestar a minha solidariedade cristã e os meus sinceros sentimentos à toda sua família, em especial a Dona Eva, filhos e netos", afirmou Câmara em nota de pesar. "Ele fará uma grande falta à política de Pernambuco. Sua liderança marcou época nos últimos anos", completou. 

Leia também:

Guilherme Uchoa estava no sexto mandato parlamentar e foi reeleito presidente da Assembleia Legislativa para o biênio 2017/2018, o sexto consecutiva. Natural de Timbaúba, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, Uchoa era juiz de direito aposentado e assumiu o governo do Estado por cinco vezes, em razão de viagens dos ex-governadores Eduardo Campos e João Lyra Neto e do atual governador Paulo Câmara.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara