Marivaldo Andrade assume Gerência do Meio Ambiente e Valtency Vasconcelos relações institucionais


A Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Santa Cruz do Capibaribe, através do secretário Gilson Julião, realizou mudança na gestão de Meio Ambiente do município.

Antes coordenada por Valtency Vasconcelos, a pasta passa agora a ter como responsável Marivaldo Andrade, que estava na Coordenadoria da Juventude. O agora gestor do Meio Ambiente, conta com várias experiências e programas de sucesso na antiga função.

Marivaldo agradeceu pelo tempo que esteve comandando a Coordenadoria da Juventude e falou do novo desafio. “Estamos deixando, após um ano e quatro meses a coordenadoria, onde pudemos proporcionar a inclusão de novos projetos como: Juventude Capacita, Jovem Eleitor e o programa Meus Direitos, onde levamos ao conhecimento dos jovens tudo que é garantido por lei, além de aprimorar o Bolsa Universitária e a realização da Semana Municipal da Juventude”.

Assumindo agora a Gerência do Meio Ambiente, Marivaldo Andrade comentou sua expectativa. “Teremos uma atuação que irá abordar a educação ambiental com a população e desenvolveremos um plano de arborização que vamos criar a pedido do prefeito, vamos buscar parceiros para trabalhar em questões pontuais como a Sementeira, o Parque Florestal e o Rio Capibaribe”, disse o novo gestor.

Com a mudança, Valtency Vasconcelos comandará a função de relações institucionais. “Será mais um novo desafio que estou tendo a oportunidade de assumir, vou me dedicar como já fiz em outras ocasiões. Vamos conhecer toda atividade desta pasta e desempenhá-la com responsabilidade”, disse Valtency Vasconcelos.

Marivaldo Andrade e Valtency Vasconcelos assumiram nesta quinta-feira (7), os respectivos órgãos que integram a Secretaria de Desenvolvimento Urbano.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

SETE GOVERNADORES ENCARAM TEMER E DIZEM NÃO A PEDRO PARENTE

MENDONÇA FILHO VOLTA A SER ESCRACHADO: ‘XÔ, GOLPISTA’

O Estádio Arizão se "veste" para receber o São João da Moda 2018

ACUADO, TEMER CEDE AOS CAMINHONEIROS E DESFAZ POLÍTICA DE PARENTE, QUE PODE CAIR