Joaquim Barbosa anuncia que não será candidato à Presidência

O ex-presidente do STF alegou motivos pessoais para não disputar o Planalto nas eleições de outubro

Bernardo Bittar - 
Especial para o Correio

(foto: Evaristo Sa/AFP)

Pelo Twitter, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e ministro aposentado do tribunal Joaquim Barbosa, anunciou que não vai mais concorrer à Presidência da República nas eleições de outubro. O magistrado alegou "motivos pessoais" para a desistência. Joaquim tinha 14 milhões de simpatizantes declarados, cerca de 10% do total das intenções de voto, mesmo antes de concretizar sua pré-candidatura do Planalto.

Filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), Joaquim parece não ter se convencido sobre a própria candidatura. Com pinta de outsider, o ministro aposentado disse em abril que "ninguém se importa" com sua decisão de concorrer, ou não, à Presidência. A declaração ocorreu em seguida ao anticlímax da apresentação de Barbosa no terreno do partido.

Dirigentes pessimistas tentaram montar a estratégia reflexiva que viabilizasse o ministro aposentado, que preferiu não se desgastar. Conhecido após ser relator do Mensalão no STF, Joaquim despertava mais interesse em eleitores das classes A e B. Uma estratégia do partido era popularizar o nome dele, fazendo a ligação entre a atuação dele como ministro com a candidatura. Não foi desta vez.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara