PEÇA-CHAVE NO IMPEACHMENT, BRUNO ARAÚJO DIZ QUE PSB TRAMOU PARA DERRUBAR DILMA


Peça-chave no golpe parlamentar de 2016 e voto decisivo no impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff, o ex-ministro e deputado federal Bruno Araújo (PSDB-PE) disse que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, vice-presidente nacional e primeiro-secretário do PSB, respectivamente, trataram diretamente com ele de formas para afastar Dilma da Presidência da República; "Paulo Câmara e Geraldo Júlio sentaram diversas vezes comigo e com Mendonça (ex-ministro Mendonça Filho (DEM-PE) combinando como afastar a Dilma Rousseff", disse

Pernambuco 247 - Peça-chave e voto decisivo no golpe que resultou no impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff, o ex-ministro e deputado federal Bruno Araújo (PSDB-PE) disse que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, vice-presidente nacional e primeiro-secretário do PSB, respectivamente, trataram diretamente com ele de formas para afastar Dilma da Presidência da República.

"Todos conhecem a posição coerente minha e de Mendonça (ex-ministro da Educação e deputado federal Mendonça Filho (DEM-PE)), sempre fomos oposição ao PT e de Armando Monteiro em defesa de Lula. Mas Paulo Câmara e Geraldo Julio sentaram diversas vezes comigo e com Mendonça combinando como afastar a Dilma Rousseff e hoje buscam aliança com o PT que montou o jargão de golpistas. Vão ter que explicar essa situação. E se o MDB ficar com Paulo, o PT vai ter que se explicar porque se aliou numa coligação com o partido de Temer, então esse debate vai ser maravilhoso", disse Araújo ao Jornal do Commercio.

O tucano também ironizou o fato do PSB querer lançar o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) como candidato ao Planalto. "É legitimo que todos possam numa democracia pleitear a candidatura à presidência, mas as pessoas também vão ter que dar a cara para dar explicações. Como explica que uma pessoa tenha pedido aposentadoria 11 anos antes do tempo?", perguntou. "Joaquim Barbosa vai ter que ir para o enfrentamento, vai ser questionado, sim", completou.

Postagens mais visitadas deste blog

ZÉ ELIAS CONCEDE ENTREVISTA E FALA SOBRE O MOMENTO DIFÍCIL QUE ESTÁ PASSANDO

EDILSON TAVARES, UM OUTSIDER QUE DEU CERTO