Geo Caldas anuncia projeto para garantir segurança hídrica para Surubim e região


Em entrevista a rádio Surubim AM 1520, o 'Ministro das águas', Geo Caldas anunciou a proposta de sua autoria que visa o abastecimento de Surubim e região a partir do rio Paraíba com captação no município de Umbuzeiro – PB. 

Com o colapso da barragem de Jucazinho, a principal do Agreste, muitas cidades ficaram parcialmente atendidas através de carro-pipa, mobilizando a Compesa a implementar o funcionamento do sistema Siriji com vazão de 150 L por segundo para atender: Surubim, Orobó, Bom Jardim e João Alfredo no Agreste do estado, no entanto a vazão não atende a população de forma satisfatória ao ponto de localidades passarem mais de um mês sem receber água nas torneiras. 

A proposta defende a construção de uma adutora de engate rápido captando água no leito do rio Paraíba e em seguida distribuir para as cidades: Umbuzeiro – PB, Casinhas – PE, Surubim – PE, Orobó – PE, Bom Jardim – PE, Vertente do Léreo – PE e Santa Maria do Cambucá – PE. Outras cidades como: João Alfredo – PE, Frei Miguelinho – PE, Vertentes – PE e Toritama – PE também poderão ser atendidas com a reativação do sistema Jucazinho, inoperante desde que a barragem entrou em colapso em 2016. 


Com 66,11 km a adutora se divide em 5 ramais, todos transferindo água apenas por gravidade, reduzindo significativamente os custos de construção e operação: 

Ramal Surubim: 20,6km. 

Ramal Umbuzeiro: 1,36km. 

Ramal Orobó - Bom Jardim: 14,3km. 

Ramal Vertente do Léreo: 14,3km. 

Ramal Santa Maria do Cambucá: 6,75km. 

Segundo ele, a vazão de 300 L por segundo trará alívio ao sobrecarregado sistema Siriji, garantindo segurança hídrica para Surubim e cidades do entorno, trazendo alívio à população que tanto sofre a escassez do precioso líquido, beneficiando em torno de 200 mil pessoas somente nas cidades citadas. 

A transferência da água é feita via gravidade em 90% do trecho proposto, os 10% restantes correspondem ao trecho entre o leito do rio e uma formação geográfica local numa distância aproximada de 6,6 km entre o rio e o topo da serra. O traçado acompanha trechos das rodovias: PE-102, PE – 88, PE - 106 e PB – 102. 

“A solução está aí, o rio Paraíba passa no quintal de Surubim, como Boqueirão está liberando 4 mil litros por segundo para a barragem de Acauã essa é a oportunidade de solucionar a crise hídrica de Surubim e região, diferente do próprio sistema Jucazinho e do sistema Siriji que funciona em 100% via bombeamento essa adutora tem 90% do trecho via gravidade, isso trás um enorme economia e digo mais não só as cidades devem ser contempladas mas também todos os povoados que possuírem rede da Compesa.” Ele completa.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Obras da PE-160 seguem em ritmo acelerado

CARLINHOS DA COHAB: "Sou um soldado do grupo e pronto para defender a candidatura de Zé e pedir voto pra ele"

Corpo de Guilherme Uchoa é velado na Assembleia Legislativa de PE

MORO DESOBEDECE TRF-4 E NÃO SOLTA LULA