Geo Caldas anuncia projeto para garantir segurança hídrica para Surubim e região


Em entrevista a rádio Surubim AM 1520, o 'Ministro das águas', Geo Caldas anunciou a proposta de sua autoria que visa o abastecimento de Surubim e região a partir do rio Paraíba com captação no município de Umbuzeiro – PB. 

Com o colapso da barragem de Jucazinho, a principal do Agreste, muitas cidades ficaram parcialmente atendidas através de carro-pipa, mobilizando a Compesa a implementar o funcionamento do sistema Siriji com vazão de 150 L por segundo para atender: Surubim, Orobó, Bom Jardim e João Alfredo no Agreste do estado, no entanto a vazão não atende a população de forma satisfatória ao ponto de localidades passarem mais de um mês sem receber água nas torneiras. 

A proposta defende a construção de uma adutora de engate rápido captando água no leito do rio Paraíba e em seguida distribuir para as cidades: Umbuzeiro – PB, Casinhas – PE, Surubim – PE, Orobó – PE, Bom Jardim – PE, Vertente do Léreo – PE e Santa Maria do Cambucá – PE. Outras cidades como: João Alfredo – PE, Frei Miguelinho – PE, Vertentes – PE e Toritama – PE também poderão ser atendidas com a reativação do sistema Jucazinho, inoperante desde que a barragem entrou em colapso em 2016. 


Com 66,11 km a adutora se divide em 5 ramais, todos transferindo água apenas por gravidade, reduzindo significativamente os custos de construção e operação: 

Ramal Surubim: 20,6km. 

Ramal Umbuzeiro: 1,36km. 

Ramal Orobó - Bom Jardim: 14,3km. 

Ramal Vertente do Léreo: 14,3km. 

Ramal Santa Maria do Cambucá: 6,75km. 

Segundo ele, a vazão de 300 L por segundo trará alívio ao sobrecarregado sistema Siriji, garantindo segurança hídrica para Surubim e cidades do entorno, trazendo alívio à população que tanto sofre a escassez do precioso líquido, beneficiando em torno de 200 mil pessoas somente nas cidades citadas. 

A transferência da água é feita via gravidade em 90% do trecho proposto, os 10% restantes correspondem ao trecho entre o leito do rio e uma formação geográfica local numa distância aproximada de 6,6 km entre o rio e o topo da serra. O traçado acompanha trechos das rodovias: PE-102, PE – 88, PE - 106 e PB – 102. 

“A solução está aí, o rio Paraíba passa no quintal de Surubim, como Boqueirão está liberando 4 mil litros por segundo para a barragem de Acauã essa é a oportunidade de solucionar a crise hídrica de Surubim e região, diferente do próprio sistema Jucazinho e do sistema Siriji que funciona em 100% via bombeamento essa adutora tem 90% do trecho via gravidade, isso trás um enorme economia e digo mais não só as cidades devem ser contempladas mas também todos os povoados que possuírem rede da Compesa.” Ele completa.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

MENDONÇA FILHO VOLTA A SER ESCRACHADO: ‘XÔ, GOLPISTA’

Suspeitos de assalto a banco são mortos em tiroteio com PMs no Sertão

DIDA DE NAN X JÉSSYCA CAVALCANTI. MAIS UM NÓ PARA EDSON VIEIRA DESATAR.

BLITZ DO DETRAN EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE. A POLÊMICA CONTINUA

EDUARDO DA FONTE ARTICULA CANDIDATURA DE CLEITON BARBOZA PARA DEPUTADO ESTADUAL