Conta de luz dos pernambucanos ficará 8,41% mais cara

No ano passado, o reajuste foi de 8,85% para o cliente residencial

A conta de luz dos pernambucanos ficará 8,41 mais cara para os consumidores residenciais- Foto: Celpe/Divulgação

JC Online

A partir deste domingo (29), a conta de luz dos pernambucanos ficará 8,41 mais cara para os consumidores residenciais. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu nesta terça-feira (24) o reajuste das taxas cobradas pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), após reunião colegiada entre os diretores do órgão. 

Para os Consumidores cativos, de baixa tensão, o reajuste será de em média 8,47%. Para os Consumidores Cativos, de alta tensão, em sua maioria indústrias o reajuste médio será de 9,90%, com efeito médio de 8,89% para o consumidor. No ano passado, o reajuste foi de 8,85% para o cliente residencial.

Inflação

No ano passado, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, fechou 2017 com alta acumulada de 2,95%, resultado 3,34 pontos percentuais inferior aos 6,29% de 2016, apresentando o menor número desde a taxa de 1998, quando ficou em 1,65%, ou seja, o reajuste tarifário das contas de energia em Pernambuco ficou bem acima da média inflacionária.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara