Oficiais da PM são denunciados mais uma vez na Operação Torrentes

Do Blog de Jamildo

Foto: Luiz Pessoa/JC Imagem

Três oficiais da Polícia Militar foram denunciados pelo Ministério Público Federal em Pernambuco (MPF-PE) mais uma vez nessa terça-feira (30), no âmbito da Operação Torrentes. As acusações são de dispensa indevida de licitação e peculato, crimes em que já são alvos em outra denúncia. Os PMs supostamente desviaram, segundo o MPF, R$ 82,5 mil, valor que, corrigido, equivale a um dano de quase R$ 160 mil aos cofres públicos.

Foram denunciados os tenentes-coronéis Laurinaldo Félix Nascimento, coordenador administrativo da Secretaria da Casa Militar até a operação, deflagrada em novembro do ano passado, e Roberto Gomes de Melo Filho, que exercia o cargo de Nascimento em 2011. Além deles, o coronel aposentado Waldemir José Vasconcelos de Araújo.

Além deles, foram denunciados os empresários Ricardo José Carício Padilha, Rafaela Carrazone Padilha, Italo Henrique Silva Jaques e Taciana Santos Costa. Os quatro estão à frente da FJW, empresa supostamente favorecida em contratos da pasta para socorrer as vítimas das enchentes de 2011 na Mata Sul. A empresa é conhecida por ter vencido a licitação da venda de bolos de rolo no aeroporto do Recife.

De acordo com o MPF, o acordo foi para a locação de banheiros químicos e cabines com chuveiro, mas as formalidades de dispensa de licitação não teriam sido observadas. O Ministério Público afirma que, para garantir a contratação, teriam sido usados documentos ideologicamente falsos e simulação de procedimentos. 

Caso condenados, segundo o MPF, os denunciados estarão sujeitos a penas privativas de liberdade que, somadas, podem atingir de quatro a 17 anos de prisão para cada denunciado, além de pagamento de multa, do dever de ressarcir os danos e perda dos cargos públicos ou cassação das aposentadorias, no caso dos oficiais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara