Fiscalização na Adutora Tabocas, em Brejo da Madre de Deus, identifica ligações clandestinas. A irregularidade estava prejudicando o abastecimento em Santa Cruz do Capibaribe


Numa operação realizada nesta terça, 21, pela Polícia Civil, foram identificadas quatro ligações clandestinas em um trecho de quatro quilômetros da Adutora Tabocas, na zona rural de Brejo da Madre de Deus. Duas pessoas foram presas em flagrante por furto de água do Sistema Prata/Pirangi. Os infratores estavam desviando água da Compesa para armazenar em três barreiros e, na sequência, vender para carros-pipa, prejudicando diretamente o abastecimento dos moradores de Santa Cruz do Capibaribe, que sofrem com a escassez de água desde o colapso da Barragem de Jucazinho.


A ação da Polícia Civil foi solicitada pela Compesa, ao perceber uma acentuada queda de vazão no sistema e 70% da cidade de Santa Cruz estava com o calendário de abastecimento comprometido, sem conseguir receber água nos dias definidos pela Companhia. A polícia acionou a Justiça que emitiu mandados de busca e apreensão para permitir a fiscalização e a retiradas dos pontos irregulares na adutora.


A Compesa calcula que o desvio tenha provocado um prejuízo mensal de aproximadamente R$ 200 mil reais, além de afetar diretamente cerca de 100 mil habitantes, que já convivem com um severo regime de abastecimento.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Obras da PE-160 seguem em ritmo acelerado

CARLINHOS DA COHAB: "Sou um soldado do grupo e pronto para defender a candidatura de Zé e pedir voto pra ele"

Corpo de Guilherme Uchoa é velado na Assembleia Legislativa de PE

MORO DESOBEDECE TRF-4 E NÃO SOLTA LULA