PROFESSORA QUE MORREU AO SALVAR CRIANÇAS EM CRECHE RECEBE ORDEM DO MÉRITO


Professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, que morreu ao tentar salvar as crianças que sobreviveram ao ataque a uma creche de Janaúba (MG) nesta semana será agraciada com a comenda da Ordem Nacional do Mérito; honraria será concedida em homenagem ao ato de heroísmo da professora, que não sobreviveu às queimaduras e morreu ao tentar salvar os alunos; na manhã da última quinta-feira (5), um vigia que trabalhava na creche entrou no local e ateou fogo em crianças, professoras e nele mesmo; até o momento, foram registradas dez mortes, oito delas crianças

André Richter, repórter da Agência Brasil - O presidente Michel Temer concedeu a Ordem Nacional do Mérito à professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, que ajudou no resgate das crianças que sobreviveram ao ataque a uma creche de Janaúba (MG) nesta semana. A honraria será concedida em homenagem ao ato de heroísmo da professora, que não sobreviveu às queimaduras e morreu ao tentar salvar os alunos.

Em nota, a Presidência da República informou que a honraria é concedida a pessoas que deram exemplos de dedicação ao país. "Este é o caso da professora Heley Batista, que sacrificou sua própria vida para salvar a vida de seus alunos, em um gesto de coragem e de heroísmo que emocionou a todos", diz a nota.

Na manhã da última quinta-feira (5), um vigia que trabalhava na creche Gente Inocente e estava de licença médica entrou no local e ateou fogo em crianças, professoras e nele mesmo.

Até o momento, foram registradas dez mortes, oito delas crianças. Também morreram a professora Heley e o vigia que ateou fogo no local.

Ainda há 25 vítimas internadas em hospitais de Janaúba, Montes Claros e Belo Horizonte.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara