Jucazinho, 3º maior reservatório de água de PE, está em colapso há um ano

Capaz de comportar 327 milhões de m³, a última vez que Jucazinho chegou a 100% do volume total foi em setembro de 2011.

Por G1 Caruaru

Última vez que Jucazinho chegou a 100% do volume total foi em 2011 
(Foto: Joalline Nascimento/G1)

Há exatamente um ano a barragem de Jucazinho entrou em colapso. Em 26 de setembro de 2016 a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) anunciou que o reservatório estava com 0,01% de água. O manancial localizado em Surubim, no Agreste, abastecia 15 municípios do estado e afetou as vidas de cerca de 800 mil pessoas.

Desde outubro do ano passado, o reservatório - que é o terceiro maior de Pernambuco - está totalmente seco. Capaz de comportar 327.035.818 milhões de m³, a última vez que Jucazinho chegou a 100% do volume total foi em setembro de 2011. De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), a barragem atingiu o volume morto em novembro de 2015, quando chegou a 2,52% do total.

Jucazinho em 2015 e em 2017 
(Foto: Divulgação/Compesa; Joalline Nascimento/G1)

Segundo a Compesa, os municípios que recebiam água de Jucazinho eram Caruaru, Bezerros, Santa Maria do Cambucá, Toritama, Vertentes, Frei Miguelinho, Vertente do Lério, Surubim, Casinhas, Salgadinho, Passira, Riacho das Almas, Cumaru, Gravatá e Santa Cruz do Capibaribe.

Atualmente, dos 15 municípios, 11 têm outras fontes de água. "Passira, Cumaru, Riacho das Almas e Salgadinho ainda estão sem água nas torneiras e são abastecidos por caminhões-pipa e cisternas comunitárias. Mas nós estamos com obras em andamento que irão beneficiar estes municípios até o fim do ano", informou o gerente do Agreste central da Compesa, Mário Heitor Filho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

SETE GOVERNADORES ENCARAM TEMER E DIZEM NÃO A PEDRO PARENTE