A música Gospel, por Dario Gomes

Há exatamente um ano, estava eu, a escrever as primeiras linhas para o Blog do Jairo Gomes. Agradeço a Deus, em primeiro lugar, pela graça de poder escrever algo em seu nome, agradeço ao Jairo, pela oportunidade nos concedida, e ao meu querido leitor que durante todo esse tempo, com muita paciência, tem nos acompanhado em nossos pensamentos. 

À Deus seja dada, toda honra, glória e poder.

A música Gospel

Vemos no decorrer dos anos que a música evangélica, também conhecida por música gospel, alcançou um enorme espaço na mídia. Lembro-me que, durante muitos anos, a “música de crente”, como era conhecida, só se ouvia em lares de crentes, nunca se ouviria essas mesmas músicas sendo tocadas em rádios FM ou AM, a não ser através de Programas pagos pelas devidas igrejas, em um horário restrito e reduzido, fora isso, nada mais.

Ser crente era como se fosse um alienígena morando no bairro, talvez tivesse uma ou outra família, e era lá que se ouviam os antigos cantores, com suas vozes de “ópera” cantando os mais diversos hinos de forma sacra: Oséias de Paula, Feliciano Amaral, Denise, Luiz de Carvalho, Zilanda Valentim, Grupo Ello, Nova Dimensão, Os Embaixadores de Sião, entre outros. Músicas muito conhecidas no meio cristão/evangélico, e totalmente desconhecidas dos demais seguimentos. Muitos crentes devem se lembrar de músicas como: Quando Ele estendeu sua mão, O rosto de Cristo, Um anjo serei, Meu tributo, entre outras.

Também é de se ressaltar que umas poucas músicas conseguiram sair de dentro das nossas quatro paredes: Segura na mão de Deus, de autoria do Pastor Nelson Monteiro da Mota e gravada por alguns artistas, tornando-se um ícone da música evangélica, cantada na voz de Carmen Silva e Nelson Ned ou ainda “Anjos de Deus” composta pelo Pastor Eliseu Gomes e, posteriormente gravada na voz do Padre Marcelo Rossi, e nos dias hodiernos é cada vez mais comum o uso de músicas gospel em todos os segmentos, sejam religiosos ou não.

Cada vez que a música gospel ganhava espaço, aumentava o interesse da população pelas mesmas ao ponto de termos verdadeiros rit’s como: “Faz um milagre” em mim de autoria de Regis Danese e “Sabor de Mel” na voz inconfundível de Damares, depois disso outros fizeram muito sucesso com músicas que já tomam o primeiro lugar entre as mais ouvidas das FM e AM do país.

Às vezes fico a pensar sobre tudo isso e vejo que, quando alguém explode nas paradas com uma música, alguém logo se levanta e diz: Prá fazer um sucesso desse deve ter feito pacto com o diabo! Daí me vem logo a questão: Uma pessoa quando faz sucesso ou melhora de vida é porque fez pacto como o diabo? Será que Deus não tem poder de abençoar aqueles que louvam o seu nome? Outros ainda dizem: Esses cantores só tem interesse de ganhar dinheiro e de ser famoso, ou ainda, “quero ver ele cantar de graça”. Pelo amor de Deus, como é que os cantores vão se sustentar ou sustentar a família se não venderem seus produtos? É pura hipocrisia de quem fala mal desses artistas.

Eu agradeço a Deus pelo crescimento e divulgação da música gospel, pelo profissionalismo que tem feito muito bem aos nossos cultos, pela formação e interpretação cada vez melhor de nossos irmãos, por tudo que tem sido feito em prol da música evangélica e pelo evangelho.

Se alguém tem por único objetivo ganhar dinheiro, se a única intenção de algum cantor é tornar-se rico e famoso, e não ter como objetivo glorificar a Deus, fica para meditação a palavra de Deus em Filipenses 1.15 a 19

Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas outros de boa vontade; uns, na verdade, anunciam a Cristo por contenção, não puramente, julgando acrescentar aflição às minhas prisões. Mas outros, por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho.

Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda.

Glorifiquemos a Deus pelos bons compositores que Ele tem inspirado e aproveitemos para, através da música anunciar ao mundo, o evangelho que salva, transforma e prepara o homem para um encontro com Deus.

Se através da música o nome do Senhor Jesus é propagado e anunciado entre os homens, então agradeçamos a Deus, pelos que fazem de bom grado e pelos que o fazem por interesse, de qualquer forma, que Deus seja conhecido no mundo que vivemos.

O mais disto é esperar pelo Tribunal de Cristo e recebermos ou não dele a nossa recompensa.

II Corintios 5:10 - Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal.

I Corintios 3:13 a 15 - A obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo.

Um abraço e até a próxima, se Deus permitir.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

SETE GOVERNADORES ENCARAM TEMER E DIZEM NÃO A PEDRO PARENTE