Oposição se coloca a disposição do Estado e defende destinação de emendas impositivas para a Mata Sul

A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) se colocou à disposição, na tarde desta segunda-feira (29), da população de Pernambuco e do Governo do Estado para ajudar no apoio às famílias desabrigadas pelas chuvas na Zona da Mata Sul. Em pronunciamento no Plenário, o deputado Silvio Costa Filho (PRB) reafirmou a disposição da Bancada de apoiar as iniciativas do Governo de sua base no Poder Legislativo para agilizar a tramitação de projetos para a região.

“Além das ações emergenciais, precisamos realizar um diagnóstico das obras da operação reconstrução, prometidas desde 2010, e que infelizmente até agora não foram entregues. São obras como as barragens de Barra de Guabiraba, Igarapeba, do Gatos e de Panelas II que se tivessem saído do papel poderiam ter minimizado os transtornos provocados pelas chuvas. Isso sem falar nas outras promessas, como as 16 mil unidades habitacionais, hospitais e escolas”, defendeu o parlamentar.

Em aparte, o deputado Álvaro Porto (PSD) anunciou que vai abrir mão de R$ 500 mil das emendas impositivas de 2016 a que teria direito mas não foram liberadas pelo Governo em favor de ações na região. “Acho que esse momento também é de se discutir porque essas obras não foram entregues. E pra não dizerem que não apresentamos sugestões, estou abrindo mão das minhas emendas não executadas, que somam cerca de R$ 500 mil, às medidas emergenciais para a região”, sugeriu.

A sugestão do parlamentar foi acompanhada por Silvio Costa Filho (PRB), que propôs aos companheiros de bancada adotar a mesma medida, assim como os deputados base governista. “Seria uma grande contribuição do Poder Legislativo à população da Mata Norte e às ações do Poder Executivo nesse momento. Faço um apelo aos líderes do Governo para que possam avaliar essa sugestão”, destacou.

Segundo o deputado Augusto César (PTB), se adotada por todos os 49 deputados à medida representaria um importante reforço de caixa para as ações nas áreas atingidas. “Se cada deputado abrir mão de R$ 300 mil de suas emendas, teríamos pouco mais de R$ 14 milhões para destinar às ações emergenciais na região”, explicou.

“O momento é de se unir forças num momento de tanta dificuldade para a população da Mata Sul, mas precisamos de projetos que reduzam os impactos das chuvas. Vamos fazer um pedido de informação sobre as obras da Operação Reconstrução e vãos realizar uma audiência pública para que o Governo possa apresentar o que está sendo feito e o que será realizado na região”, afirmou.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

FAMILIARES E AMIGOS SE DESPEDEM DO RADIALISTA AGNALDO SILVA

PARA RECORDAR. MATÉRIA QUE FIZ COM AGNALDO SILVA EM 2014

Deputado fala sobre necessidade de movimento jurídico para barrar privatização da Eletrobras

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA

PRUDÊNCIO GOMES: "ESTOU À DISPOSIÇÃO DO POLO DE CONFECÇÕES"