Palavras que edificam, por Dario Gomes

Sua meditação diária na Palavra de Deus

O Evangelho de Cristo

Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Gálatas 1:8

Há, na Bíblia, um evangelho relatado por quatro escritores distintos: Mateus, Marcos, Lucas e João. São quatro relatos, mas só um evangelho.

Quando falamos que temos quatro evangelhos, estamos nos referindo a livros, s~]ao na verdade quatro livros, porem ressaltamos que há um só evangelho.

Paulo adverte par que não se creia em um outro evangelho, e ele mesmo afirma que mesmo que um anjo anuncie outro evangelho , seja anátema.

A Pequena Enciclopédia de Orlando Boyer nos dá a definição de anátema: Anátema tem o significado de amaldiçoado, condenado, ou destruição e maldição. Logo outro evangelho, que não seja o de Nosso Senhor Jesus Cristo é evangelho amaldiçoado.

Deus não se contraria e não deixaria outro evangelho porque não há outro. Nos relatos dos evangelistas encontramos subsídios suficientes para entendermos o propósito de Deus para com a humanidade.

Paulo estava advertindo os crentes que moravam na região da Galácia acerca de um desvio na fé, em que os crentes haviam deixado o evangelho puro de Jesus para seguirem a um evangelho misturado com as doutrinas dos judaizantes. E esse erro os levaria ao desvio da fé em Jesus Cristo, e Paulo chama de “outro evangelho”.

Só há um evangelho, o de nosso Senhor Jesus Cristo, escrito em quatro narrativas, e a essência do evangelho é a mensagem de salvação por Cristo Jesus nosso Senhor. Assim como não outro meio pelo qual o ser humano possa se salvar, também não há outro evangelho, e nada mais precisa para completar a obra expiatória de Cristo, o evangelho é pleno. O evangelho é o próprio sacrifício de Cristo para salvação da humanidade perdida.

Quaisquer outras mensagens que acrescente práticas para completar a salvação, não é evangelho puro, pois o evangelho de Cristo é o evangelho da graça e graça é favor que não merecemos. 

Se alguém pregar outro evangelho não aceite: O evangelho de Cristo não obriga a guarda de nenhum preceito , mas somente o crer, porque se a lei salvasse não teria sido necessário Cristo morrer.

Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. Não aniquilo a graça de Deus; porque, se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu debalde. Gálatas 2:20-21.

O evangelho de Jesus é o que foi anunciado pelos apóstolos e é único.

Evang. Dário Gomes de Araujo

Comentários

vandacunha disse…
Amém, amo essas mensagens do Pr.Dário

Postagens mais visitadas deste blog

Gabarito preliminar das provas do Concurso Público da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Carreata da Frente Popular lota as ruas de Santa Cruz do Capibaribe em apoio à campanha de Paulo Câmara