Quase 150 milhões vão às urnas para escolher presidente do Brasil

Eleitores brasileiros também têm a oportunidade de eleger os novos deputados federais e estaduais/distritais, senadores e governadores

Alexandre Garcia, do R7

Urnas eleitorais ficarão abertas das 8h e às 17h - Agência Brasil

Mais de 147 milhões de eleitores brasileiros estão aptos a ir às urnas a partir das 8h (horário de Brasília) deste domingo (7) para escolher seus representantes para os cargos de deputados federal, deputado estadual/distrital, dois senadores, governador e presidente.

O voto é obrigatório para todo cidadão, nato ou naturalizado, alfabetizado, com idade entre 18 e 70 anos. A presença nas urnas é facultativa para mais de 1,4 milhão de jovens com idade entre 16 e 18 anos e para cerca de 12 milhões com mais de 70.
Para votar, o eleitor deve se dirigir à sessão eleitoral apenas com um documento oficial com foto. Quem já tiver a biometria cadastrada, poderá votar somente com a apresentação do aplicativo e-Título instalado no celular.

A ordem de votação na urna eletrônica neste ano será a seguinte: deputado federal (quatro números), deputado estadual/distrital (cinco números), senador 1 (três números), senador 2 (três números), governador de Estado (dois números) e presidente da República (dois números).
Os votos dos cidadãos serão realizados em cabines de votação instaladas pelos 5.550 municípios e 171 localidades em território nacional e outros 110 países.

Eleitorado

O número de eleitores nas eleições deste ano representa uma evolução de 3,1% em relação ao pleito de 2014. Do total, 500.727 foram habilitados para votar fora do Brasil, valor que representa 0,3% do eleitorado total do Brasil.

De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o eleitorado brasileiro é composto por 77,3 milhões de mulheres e 69,9 milhões de homens. Há ainda 6.280 eleitores com nome social aptos a participar do pleito.
A maioria dos eleitores (25.84%) tem ensino fundamental incompleto. Depois, aparecem aqueles com ensino médio completo (22,86%), médio incompleto (16,88%) e superior completo (9,22%). Completam a lista os que leem e escrevem (8,93%), tem ensino fundamental completo (6,81%), superior incompleto (4,97%) e os que se classificam como analfabetos (4,46%).

Os mais de 16 milhões de votantes com idade entre 35 e 39 anos correspondem a 11% do eleitorado total e é seguido por 15,8 milhões que tem entre 30 e 34 anos (10,7%). Na terceira colocação aparecem os 15,2 milhões eleitores com idade entre 25 e 29 anos (10,3%).

Cargos

Neste ano, 13 nomes disputam a sucessão do presidente Michel Temer (MDB). São eles: Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Eymael (DC), Fernando Haddad (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL), João Amoêdo (NOVO), João Goulart Filho (PPL), Marina Silva (REDE) e Vera (PSTU).

A disputa presidencial só se encerrará se algum dos candidatos conquistar mais de 50% dos votos válidos, aqueles que excluem os votos brancos e nulos. Caso um candidato não atinja o patamar, será realizado um segundo turno no dia 28 de outubro entre os dois mais bem colocados.
Os governadores dos 26 Estados e do Distrito Federal também poderão ser reconhecidos já na noite deste domingo ou em um eventual segundo turno entre os dois candidatos mais votados.

Após o fim da apuração do pleito deste domingo, os brasileiros já conhecerão os novos 513 deputados federais e a renovação de 66,6% do Senado Federal. No caso dos Estados e do Distrito Federal, os nomes dos deputados estaduais e distritais também devem ser revelados ainda hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paulo Câmara: Não vamos desistir do Brasil e mostraremos essa resistência em Pernambuco

Na tarde desta sexta-feira, o líder socialista reuniu prefeitos, ex-prefeitos e lideranças políticas para reafirmar o compromisso com Ferna...

POSTAGENS MAIS ACESSADAS