Os 6 erros de disciplina que você está cometendo ao educar seu filho


Nenhum pai recebe um manual de instruções sobre como educar seu filho.

Pode ser uma tarefa difícil saber o que deve ou não fazer para que a criança (ou adolescente) se torne um adulto responsável e feliz.

Ainda que você queira proporcionar apenas o melhor para seu filho – a partir de tudo o que você aprendeu quando tinha a idade dele – é fundamental evitar cometer alguns dos tópicos listados abaixo.

Confira os 6 erros que você está cometendo na hora de educar seu filho


1 – Não repreender

Crianças e adolescentes costumam cometer erros de vez em quando, afinal, é natural de ser humano.

Entretanto, é fundamental que você repreenda seu filho na medida de seus erros.

Você não conseguirá educar seu filho se ele não conseguir entender que o que fez foi errado.

Portanto, lembre-se de sempre utilizar de artifícios que não envolvam agressões físicas (como tapas), ainda que no sentido de corrigir.

Mas também tome medidas dignas de um “castigo”, para que seu filho entenda que você não é do tipo de mãe/pai que permite que certas coisas passem batido.

2 – Deixar comer apenas o que quiser

Na hora de educar seu filho, tenha em mente de que você é toda a fonte de liderança que ele possui dentro de casa.

É um erro, por exemplo, substituir refeições que você considera saudável para seu filho por outras comidas que ele comeria mais facilmente.

Ainda que ele diga que “então não vai querer comer nada”, deixe que não coma nada.

Afinal, em algum momento ele terá a necessidade e precisará comer aquilo que tem disponível.

É importante que seu filho entenda que não é porque disse que não quer comer verduras, que poderá então ter um hot dog.

3 – Não estabelecer rotinas

Seu filho precisa ter rotinas e segui-las corretamente, caso contrário, passará a tomar as próprias decisões – que, muitas vezes, podem acabar o prejudicando.

Ensine-o que apenas poderá entrar no computador para jogar jogos depois de ter feito as lições de casa, e não o contrário.

Existe uma frase que diz “primeiro vem o dever, depois o prazer” e, assim que seu filho entender isso, será mais fácil de fazer com que entre em rotinas e cumpra suas obrigações.

4 – Obedecer as exigências do seu filho


Muitos pais sabem bem do estresse que é quando seus filhos choram ou gritam em locais públicos apenas porque querem um brinquedo ou um doce caro.

Ainda que você só deseje que seu filho pare de fazer escândalo, tenha pulso firme e não satisfaça os desejos dele naquele momento.

Caso contrário, ele entenderá que poderá ter o que quiser de você, apenas precisará chamar a sua atenção.

5 – Terror psicológico

Muitos pais costumam dizer que apanharam na infância e que não veem problemas em bater nos filhos no sentido de correção.

Entretanto, dar tapas no seu filho não é a melhor forma de educa-lo para o que é certo ou errado.

Seu filho acabará, eventualmente, sentindo-se ameaçado por você e até mesmo evitando conversas ou honestidades.

Procure sempre conversar com seu filho, entenda o lado dele e tente fazê-lo entender o seu lado.

6 – Não dar liberdade para sonhar

Para educar seu filho é importante que você também dê espaço para que ele desenvolva seus próprios sonhos e ambições.

Evite reprimir seu filho em caso de ele ter desejos para o futuro diferentes daqueles que você planejou para ele.

Não exija que seu filho se torne o profissional que você desejaria que ele fosse, permita que ele possa pensar livremente no que quer para o futuro.

Proporcione carinho e atenção, se dedique para que ele tenha boas morais e valores, para que ele se torne uma pessoa incrível independente do profissional que irá se tornar.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

CANDIDATURA AVULSA. GEO CALDAS PODE SE LANÇAR CANDIDATO A PRESIDENTE

JUNIOR DE SINDÔ SERÁ VELADO NA CÂMARA DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

COMPOSIÇÃO DA CÂMARA PODE PASSAR DE 17 PARA 10 VEREADORES, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

VEREADOR E ESPOSA SÃO ASSALTADOS EM FRENTE A RÁDIO, NA CIDADE DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA