“Temer terá agora um papel meramente decorativo”, diz Tadeu Alencar


Brasília - Para o deputado federal Tadeu Alencar (PSB), mesmo escapando da investigação das denúncias, após a votação realizada na noite desta quarta-feira (25) na Câmara dos Deputados, o presidente Michel Temer (PMDB) está longe de ter o que comemorar, pois sai ainda mais enfraquecido perante a opinião pública brasileira e sem força política para encaminhar projetos no Congresso Nacional.

“O resultado era esperado. Parte do parlamento se deixa influenciar por favorecimentos pessoais, sem levar em consideração o desejo dos eleitores. Mesmo livre da investigação, Michel Temer terá agora um papel meramente decorativo, sem força política para intervir na agenda do Congresso Nacional, que ficará a cargo de Rodrigo Maia”, afirma o parlamentar pernambucano.

Tadeu avalia que Temer carregará somente o cargo de presidente, mas sem a autoridade política necessária para tomar decisões, sem credibilidade para governar o país. “Ele não terá força política para aprovar reformas constitucionais, por exemplo. Temer sairá da presidência carregando a impopularidade de grande maioria da população. Duas denúncias em menos de 90 dias provam que esse governo não tem o que comemorar. Ele não está morto, mas está ferido de morte e irá se arrastar como governo até 2018, sem nenhuma capacidade de interferir na sucessão presidencial”, avalia.

Além da fragilidade política, Tadeu também lembra que Temer enfrentará a oposição firme de legendas como o PSB, que estará mais fortalecido com a recente saída dos representantes que divergiam ideologicamente do partido. “Estou ciente de que cumprimos nosso dever, tomamos a decisão da maioria da população e a orientação do nosso partido, o PSB, que segue sua trajetória de não se alinhar à pautas conservadoras”, conclui.

Crédito da foto: Assessoria de imprensa/divulgação

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

FAMILIARES E AMIGOS SE DESPEDEM DO RADIALISTA AGNALDO SILVA

PARA RECORDAR. MATÉRIA QUE FIZ COM AGNALDO SILVA EM 2014

Deputado fala sobre necessidade de movimento jurídico para barrar privatização da Eletrobras

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA

PRUDÊNCIO GOMES: "ESTOU À DISPOSIÇÃO DO POLO DE CONFECÇÕES"