Deputados repudiam tentativa de revogação de título de Paulo Freire


Diante do movimento, promovido por alguns parlamentares no Congresso Nacional, de retirar o título de Patrono da Educação Brasileira de Paulo Freire (1921-1997), o deputado federal Danilo Cabral (PSB) assinou uma moção de repúdio contra a iniciativa. Segundo o socialista, atribuir o descaso que o processo histórico do Brasil deu à causa da educação ao educador Paulo Freire é um absurdo. “Se o Brasil vive essa situação hoje, é porque nunca se deu à educação o seu devido valor, o de ser um instrumento para a transformação da vida das pessoas”, destacou.

A moção de repúdio foi apresentada pelo deputado Glauber Braga (PSol-RJ) na Comissão de Educação, da Câmara dos Deputados, por causa da tramitação de uma proposta, que tramita no site do Senado, através do e-cidadania, para revogar a lei 12.612 que confere o título a Paulo Freire. São necessárias 20 mil assinaturas para que o tema seja debatido no Senado – hoje (19) mais de 21 mil pessoas já tinha assinado a petição.

“Estamos indignados com o movimento de destituição de Paulo Freire como Patrono da Educação. Há um consenso em torno dele. Paulo Freire usou a capacidade de formular das pessoas, não simplesmente alfabetizou, mas construiu uma consciência crítica e cidadã e, a partir disso, cada um poderia ser protagonista da sua vida. E isso é um direito das pessoas, ter a educação como Um instrumento de libertação das pessoas”, afirmou Danilo Cabral. Para o deputado, a Comissão de Educação não pode permitir o avanço desse “movimento conservador”.

O título de Patrono da Educação Brasileira foi conferido ao educador Paulo Freire em 2012 a partir de um projeto de lei da deputada Luiza Erundina. A matéria, apresentada em 2005, tramitou em caráter terminativo nas comissões de Educação da Câmara e do Senado e foi aprovada por unanimidade.

Foto: Guilherme Martimon

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

FAMILIARES E AMIGOS SE DESPEDEM DO RADIALISTA AGNALDO SILVA

PARA RECORDAR. MATÉRIA QUE FIZ COM AGNALDO SILVA EM 2014

Deputado fala sobre necessidade de movimento jurídico para barrar privatização da Eletrobras

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA

PRUDÊNCIO GOMES: "ESTOU À DISPOSIÇÃO DO POLO DE CONFECÇÕES"