Danilo Cabral se reúne com representantes do movimento em defesa da Assistência Social


Preocupado com o corte de 98% do orçamento federal previsto para a assistência social em 2018, o deputado federal Danilo Cabral (PSB) colhe assinaturas para a criação de uma Frente Parlamentar em Defesa do Sistema Único da Assistência Social. Ele falou sobre a iniciativa durante reunião com representantes do Fórum Nacional de Secretários de Assistência Social (Fonsea), do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congema), do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social de Pernambuco (Coegema/PE) e da Secretaria Estadual de Assistência Social de Pernambuco.

“Essa redução dos recursos para manutenção da atual rede de serviços e programas significa o fim da assistência social no Brasil. Causa indignação porque quem mais será prejudicada é a população mais vulnerável, como crianças, adolescentes, idosos, pessoas em situação de rua, pessoas com deficiência”, afirmou Danilo Cabral durante o encontro. O parlamentar disse que já iniciou a coleta de assinaturas de deputados e senadores para a formalização da Frente. No total, são necessárias 198 assinaturas sua criação. 

“É necessário mobilizar o Parlamento e a sociedade, envolver mais atores sociais nessa luta em defesa do SUAS. Vamos fazer uma grande convocação para fortalecer essa rede em defesa da Assistência Social em todo Brasil”, falou Danilo para os presentes na reunião.

A presidente do Coegema/PE e também Secretária de Assistência Social da cidade de Surubim,Penelope Andrade, destacou a importância do apoio do deputado Danilo Cabral. “A ideia de criar uma Frente Parlamentar foi muito comemorada por todos nós. O cenário é muito preocupante e toda mobilização é urgente e necessária para evitarmos o colapso da assistência social”, afirmou. 

De acordo com ela, em Pernambuco, o corte do orçamento anunciado pelo governo federal pode representar o fechamento de 326 Centros de Referência de Assistência Social, 425 Espaços de Promoção de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para crianças, adolescente e idosos, prejudicando o atendimento de aproximadamente 100 mil pessoas diretamente. Também ficarão comprometidos os serviços prestados em 158 Centros de Referência Especializado de Assistência Social, 8 Centros Especializados para População em Situação de Rua e 136 Unidades de Acolhimento Institucional para Crianças, Adolescentes, ldosos, Pessoas com Deficiência, Adultos e Famílias.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Bartol Neves assumirá mandato em Brejo da Madre de Deus

PROJETO PARA QUE AS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE TENHAM O HORÁRIO ESTENDIDO ATÉ AS 20 HORAS É APROVADO NA CÂMARA DE VEREADORES

BRUNO ARAÚJO: 'ESTOU PRONTO PARA ACEITAR ESSA MISSÃO'

MARÍLIA ARRAES NESTA QUINTA-FEIRA EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

"FICA EU E O TAMBORETE"

Feira do Sítio Cacimba de Baixo movimenta a Zona Rural de Santa Cruz do Capibaribe