Silvio debate privatização da Copergás com funcionários da companhia


O deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB), líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) se reuniu, nesta segunda-feira (25), com uma comissão de servidores da Companhia Pernambucana de Gás (Copergás). No encontro, o parlamentar debateu com a categoria a criação de uma Frente Parlamentar na Assembleia para debater a importância da companhia para o Estado e defender a não privatização da estatal.

Segundo o líder da Oposição, a Copergás tem papel fundamental para a economia de Pernambuco, sobretudo para a interiorização do desenvolvimento econômico, e por isso é importante abrir o diálogo entre o governo, servidores, além de representantes do setor privado sobre a questão da privatização. “É preciso debater de forma transparente essa possibilidade de privatizar a Copergás e solicitar informações do porque querem privatizar a estatal. Por isso, vamos solicitar informações, criar a frente parlamentar e discutir o tema através de uma audiência pública em defesa da companhia”, destacou Silvio.

Atualmente, a estatal tem uma receita bruta de R$ 1,1 bilhão ao ano e um lucro líquido de R$ 70 milhões/ano, segundos os funcionários. A Copergás possui 160 funcionários e é a primeira distribuidora de gás natural do País a possuir a tríplice certificação do Sistema de Gestão Integrado (SGI), que reúne as normas ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001.

Com a privatização, que prevê a transferência de 17% da empresa para a iniciativa privada por um valor estimado de R$ 250 milhões, os trabalhadores esperam a quitação de um financiamento junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento no montante de R$ 3 bilhões.

A grande preocupação dos funcionários da companhia é que a venda gere prejuízos ao Estado de Pernambuco. Segundo Thiago Gomes, que integra o Sindicato dos Petroleiros PE/PB, a não privatização não é apenas de interesse dos servidores, mas de todos os pernambucanos. “Quem garante que o Estado vai ser privilegiado com a venda? É um crime entregar o monopólio para uma transnacional que vai privilegiar outros Estados. Precisamos mostrar o que é a Copergás para os pernambucanos e a importância que ela tem, já que muita gente desconhece o que é a Companhia”, frisou.

A expectativa é que a Bancada solicite um pedido de informação sobre a situação fiscal e financeira da Copergás, além de realizar uma audiência pública para tratar do tema. “Estou à disposição da categoria para iniciar essa luta da forma mais coordenada possível. Vamos estruturar, criar a frente e construir a agenda de atuação”, finalizou o parlamentar.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

CANDIDATURA AVULSA. GEO CALDAS PODE SE LANÇAR CANDIDATO A PRESIDENTE

JUNIOR DE SINDÔ SERÁ VELADO NA CÂMARA DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

COMPOSIÇÃO DA CÂMARA PODE PASSAR DE 17 PARA 10 VEREADORES, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

VEREADOR E ESPOSA SÃO ASSALTADOS EM FRENTE A RÁDIO, NA CIDADE DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA