Tadeu apresenta projeto que beneficia municípios atingidos pelas chuvas

Tadeu propõe suspensão de pagamentos parcelados de tributos federais para municípios em emergência ou calamidade



Brasília – O deputado federal Tadeu Alencar (PSB) protocolou na noite desta quarta-feira (31), na Câmara dos Deputados, Projeto de Lei Complementar (PLC 379/2017) que prevê a suspensão de pagamento de parcelamentos de tributos federais firmados por Estados e Municípios em situação de emergência ou estado de calamidade pública. A proposta acrescenta um dispositivo à Lei Complementar 148, de 2014, que estipula condições nos contratos de refinanciamento de dívidas de estados e municípios com a União.

Pela proposta de Tadeu, as unidades estaduais ou municipais, em estado de emergência ou calamidade pública – formalmente reconhecidos pelo Poder Executivo Federal -, terão seus parcelamentos de débitos de tributos federais suspensos, pelo período em que permanecerem nesta situação. 

O prazo de suspensão de pagamentos não poderá ser inferior a 06 meses e superior a 24 meses. Contudo, o projeto pretende estender este período às cidades com menor arrecadação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), chegando ao limite de 30 meses. Isto porque, segundo a proposição, municípios com coeficiente do FPM menor ou igual a 2,0, no ano do início do evento climático, poderão ter acrescidos seis meses a este prazo.

Em sua justificativa, Tadeu cita diretamente as inundações ocorridas nos estados de Pernambuco e Alagoas e destaca que os municípios atingidos por desastres naturais arcam com altíssimo custo social e econômico. “A construção de casas, de escolas, de estradas, de órgãos públicos, de hospitais, o auxílio social que muitas vezes é necessário pagar para que a população enfrente tais situações, é um esforço penoso e financeiramente insuportável para entes que normalmente já se ressentem da insuficiência de recursos”, argumenta o parlamentar no projeto.

Também nesta quarta-feira (31), Tadeu Alencar participou da reunião bancada federal de Pernambuco com o vice-governador Raul Henry (PMDB), em Brasília, integrando-se à ação articulada para obter recursos federais que serão utilizados na construção das barragens no Estado.

Crédito da foto: Chico Ferreira/PSB

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

FAMILIARES E AMIGOS SE DESPEDEM DO RADIALISTA AGNALDO SILVA

PARA RECORDAR. MATÉRIA QUE FIZ COM AGNALDO SILVA EM 2014

Deputado fala sobre necessidade de movimento jurídico para barrar privatização da Eletrobras

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA

PRUDÊNCIO GOMES: "ESTOU À DISPOSIÇÃO DO POLO DE CONFECÇÕES"