Parlamentares solicitarão liberação imediata do FGTS para vítimas das cheias

Outra decisão foi de analisar com ministro a repactuação dos recursos às quatro barragens de contenção de enchentes

Do Blog da Folha

Deputados e senadores pernambucanos estiveram reunidos nesta quarta, junto ao vice-governador e presidente da Compesa - Foto: Ana Luisa Souza/Divulgação

A bancada de Pernambuco na Câmara dos Deputados e no Senado Federal se reuniu, nesta quarta-feira (31), para discutir medidas que atenuem os efeitos das cheias no Estado. Após o encontro, a solicitação ao governo federal de liberação imediata do saque do FGTS para as vítimas das enchentes foi uma das decisões do grupo. A medida foi proposta pelo senador Armando Monteiro Neto (PTB), em discurso na última segunda-feira (29). 

Como o Ministério da Integração Nacional editou esta quarta a Portaria 68, reconhecendo o estado de emergência em 24 municípios pernambucanos, foi dada a autorização legal para liberar os saques do FGTS. 

Em encontro que terão com o ministro da Integração, Helder Barbalho, os parlamentares pernambucanos proporão que a decisão seja colocada em prática rapidamente. “A medida irá ajudar a população atingida a começar a se recompor da tragédia”, afirmou Armando Monteiro.

Outra decisão da reunião, que teve a participação do vice-governador do Estado, Raul Henry (PMDB), e do presidente da Compesa, Roberto Tavares, foi de analisar com Barbalho a repactuação dos recursos às quatro barragens de contenção de enchentes cujas obras estão paralisadas. Se as obras forem retomadas, as barragens Gatos, Panelas II, Igarapeba e Barra de Guabiraba terão prazo de conclusão variando entre um ano e um ano e meio, segundo informou Tavares.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

PARENTES E AMIGOS DÃO O ÚLTIMO ADEUS A SEU HELENO

HELINHO ARAGÃO FALA SOBRE O AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO APROVADO PELA CÂMARA DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

A FEIRA DE ANIMAIS DE CACIMBA DE BAIXO SUPERA EXPECTATIVAS

PREFEITO EDSON FALTA A AUDIÊNCIA E CARLINHOS DIZ QUE O MOTIVO FOI MEDO