Juíza cassa mandato de Romero Albuquerque

Do BLOG DA FOLHA

Ele é vereador de primeiro mandato do Recife

Romero Albuquerque (PP)Foto: Divulgação/Câmara do Recife

O vereador de primeiro mandato Romero Albuquerque (PP) sofreu um revés da Justiça nesta quinta-feira (22). Isso porque a juíza Maria Thereza Paes de Sá Barreto, da 1ª Zona Eleitoral, julgou procedente pedidos formulados em Ações da Investigação Judicial Eleitoral (AIJEs) e declarou a inelegibilidade de Albuquerque, para as eleições que se realizarem nos oito anos subsequentes à eleição de 2016, assim como cassar o diploma de vereador do Recife. A ação foi movida pelo suplente Wilton Brito (PRTB).

Na sentença, a juíza afirma que "a prática de postagens patrocinadas não encerrou um fato isolado, mas sim estratégia deliberada do investigado no sentido de alavancar a sua candidatura, maximizando o alcance da propaganda na internet a eleitores com os perfis por ele previamente escolhidos". 

Segundo a decisão da juíza, houve exposição massiva de sua candidatura no Facebook e no Instagram em detrimento de outros candidatos, "gerando indiscutível quebra do princípio igualitário do pleito, justo o que se reclama para a procedência da ação de investigação judicial eleitoral". 

A juíza afirma ainda que o vereador alegou que já possuía, antes de iniciado o período eleitoral, significativo número de seguidores. Mas para ela, "é indiscutível que as postagens patrocinadas veiculadas durante a sua campanha alcançaram incontável número de pessoas, haja vista a quantidade dos perfis utilizados e das mensagens neles postadas".

Outro lado

Em nota divulgada, o vereador Romero Albuquerque afirma que recebeu com surpresa a notícia do resultado do julgamento de primeira instância da Justiça Eleitoral de Pernambuco. "Surpreende mais ainda ter conhecimento através da imprensa, quando o site da Justiça Eleitoral não apresenta qualquer informação nesse sentido".

"Assim que tiver um posicionamento oficial irei fazer os esclarecimentos que julgar necessários, com a plena convicção da reforma da decisão nas instâncias recursais superiores em termos dos apontamentos do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), aos quais tenho combatido com incessante atividade parlamentar, irrestrito cumprimento das promessas de campanha e independência em termos das convicções e princípios que defendo", afirma o vereador na nota.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

PARENTES E AMIGOS DÃO O ÚLTIMO ADEUS A SEU HELENO

HELINHO ARAGÃO FALA SOBRE O AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO APROVADO PELA CÂMARA DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

A FEIRA DE ANIMAIS DE CACIMBA DE BAIXO SUPERA EXPECTATIVAS

Duas pessoas morrem após tiroteio em igreja evangélica