Derrubada de destaque do PSB reforça fechamento de questão contra Reforma da Previdência, avalia Danilo Cabral



Durante análise dos destaques da proposta da Reforma da Previdência, a comissão especial da Câmara dos Deputados rejeitou destaque da bancada do PSB sobre a aposentadoria rural. Assim, fica mantida a proposta que, para ter acesso ao benefício, o trabalhador rural precisará contribuir por 15 anos para o sistema previdenciário. A decisão, orientada pelo governo, segundo o deputado federal Danilo Cabral, reforça a posição de fechamento de questão do PSB. 

"O governo, ao invés de dialogar com objetivo de aprimorar a proposta, opera no sentido de não admitir o destaque do PSB e fazer o diálogo através da velha prática do fisiologismo”, critica Danilo Cabral. O deputado lembra que a aposentadoria rural era um dos pontos estratégicos para o partido, tanto que foi objeto do destaque da bancada socialista para ser apresentado na comissão. 

Danilo Cabral afirma que a contribuição do trabalhador por 15 anos vai inviabilizar a aposentadoria rural. “Isso mostra a insensibilidade do governo com a manutenção das conquistas sociais, por isso, o PSB se posiciona contrário à proposta”, ataca. Ele acrescenta que é um tema que importante especialmente para o Nordeste, onde o benefício funciona como um mecanismo de distribuição de renda. “É uma conquista de 30 anos e que garante, inclusive, o equilíbrio social da Região”, acrescenta. 

O deputado diz que o PSB defende a manutenção das regras atuais para o mundo rural. "Até mesmo pela relação que o partido tem com os trabalhadores rurais, que vem desde a época do ex-governador Miguel Arraes, que assinou o Acordo do Campo em 1963”, ressalta.

Depois de ser analisada pela comissão especial, a proposta de Reforma da Previdência precisa ser votada em dois turnos no Plenário da Câmara. Para ser aprovada e encaminhada ao Senado, são necessários 308 votos.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

FAMILIARES E AMIGOS SE DESPEDEM DO RADIALISTA AGNALDO SILVA

PARA RECORDAR. MATÉRIA QUE FIZ COM AGNALDO SILVA EM 2014

Deputado fala sobre necessidade de movimento jurídico para barrar privatização da Eletrobras

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA

PRUDÊNCIO GOMES: "ESTOU À DISPOSIÇÃO DO POLO DE CONFECÇÕES"