Postagens

Mostrando postagens de Agosto 21, 2016

EXPOGANA. A FESTA DO HOMEM DO CAMPO

Imagem
A Expogana a cada edição mostra a força do homem do campo e segue oportunizando a todos que desejam mostrar seus produtores agropecuários.
Leilões, ordenhas, e várias brincadeiras fazem parte desses quatro dias vivenciados pela Comunidade da Magana que recebe criadores e visitantes de toda região.
Neste domingo 21, serão conhecidos os ganhadores, nas diversas categorias, do campeonato leiteiro. As cabras são ordenhadas duas vezes ao dia e ganha aquela que produzir mais leite.
O evento supera as expectativas da organização e dos criadores fazendo com que a Expogana se solidifique no calendário das Festas de Santa Cruz do Capibaribe.
Este ano os organizadores tiveram um pouco mais de trabalho, haja vista que é período de campanha eleitoral e algumas pessoas teimam em não respeitar as regras. Uma delas é não soltar rojões na festa, pois isso assusta os animais e consequentemente a produtividade dos mesmos.
CLIQUE AQUI E ACESSE O ÁLBUM DE FOTOGRAFIAS

Zé Augusto já está em casa e segue em recuperação

Imagem
Conversei com Zé Augusto, neste domingo 21, e ele falou do sufoco que passou no final da manhã deste sábado quando sofreu uma queda da pressão arterial por conta de um remédio que tomou.
Ele disse que foi atendido pelo SAMU e uma equipe da UNIMED e foi feito todo procedimento. Falou também que ficará em repouso por 48 h e voltará aos seus afazeres depois disso.
Assista o vídeo onde ele agradece a todos pela espontânea manifestação de apoio.

Por que destruir o símbolo Lula?

Imagem
Por ROBERTO AMARAL

Apesar de seu significado, de suas consequências e de sua brutalidade política, a tentativa de destruição eleitoral de Luiz Inácio Lula da Silva, em curso, não é a ameaça mais grave que paira sobre o futuro imediato das forças populares, mesmo porque a vida política não se reduz ao processo eleitoral e porque não existem, nesse âmbito, derrotas definitivas, nem absolutas. Basta ouvir a história.
O movimento reacionário que nos governa hoje pensando em um projeto de poder de muitos anos –à margem dos mecanismos da democracia representativa e da soberania popular – volta suas poderosas baterias (políticas, midiáticas, policiais, judiciais) apenas incidentalmente, ou taticamente, para a figura do ex-presidente e eventual candidato à Presidência, pois seu alvo verdadeiro, de vida e morte, é o símbolo Lula, com toda a sua profunda carga emocional.
Simbologia que não se reproduz senão a espaços largos de anos e em condições objetivas e subjetivas que raramente se repetem.