“SE O GOVERNO TIVER INTELIGÊNCIA, NÃO RETALIA”



Declaração é do deputado Tadeu Alencar (PSB-PE), que apesar de ser da base do governo Temer, votou contra a PEC do teto dos gastos; ao todo, dez deputados do partido votaram contra a proposta; nesta terça, o ministro Eliseu Padilha disse que quem votou contra a PEC, não deve fazer parte do governo e haverá análise caso a caso; "Se o governo tiver inteligência, não vai promover retaliações", opinou Alencar

Pernambuco 247 – O deputado Tadeu Alencar (PSB-PE), que apesar de ser da base do governo de Michel Temer, votou contra a PEC do teto dos gastos na noite de segunda-feira 10, rebateu o que disse ontem o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, contra os parlamentares que votaram contra a proposta, considerada prioridade do Planalto.

"Se o governo tiver inteligência, não vai promover retaliações", afirmou Alencar, segundo a Coluna do Estadão. Ao todo, dez deputados do PSB, que tem o Ministério das Minas e Energia, votaram contra a proposta. O deputado também não acredita em punição partidária. "O partido não vai morder a si próprio", avalia.

Nesta terça, Padilha disse que quem votou contra a PEC não deve fazer parte do governo. "Quem não se mostrou aliado, não sei se quer ou se deve participar do Governo. Quem não quer ou não pode ser aliado, será avaliado por Geddel Vieira Lima (ministro da Articulação Política). O Governo é construído com aliados", disse.

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

CANDIDATURA AVULSA. GEO CALDAS PODE SE LANÇAR CANDIDATO A PRESIDENTE

JUNIOR DE SINDÔ SERÁ VELADO NA CÂMARA DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

COMPOSIÇÃO DA CÂMARA PODE PASSAR DE 17 PARA 10 VEREADORES, EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

VEREADOR E ESPOSA SÃO ASSALTADOS EM FRENTE A RÁDIO, NA CIDADE DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

DISTRITO DE PÃO DE AÇÚCAR É DESTAQUE EM REPORTAGEM DO SBT POR CAUSA DA VIOLÊNCIA