COM ROMBO RECORDE, TEMER ELOGIA THATCHER E DIZ: SÓ SE GASTA O QUE SE ARRECADA



No mesmo dia em que se divulgou um rombo recorde de R$ 85 bilhões, nos primeiros nove meses do ano, que é fruto da recessão da dupla Temer-Meirelles, o presidente elogiou a primeira-ministra britânica Margareth Thatcher e disse que não se pode gastar mais do que se arrecada, como se as contas brasileiras estivessem em dia; o elogio a Thatcher foi feito durante a abertura da cúpula da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), nesta segunda-feira 31, quando Temer disse ter assistido a um vídeo em que ela dizia que, "em dados momentos, como nós estamos fazendo no Brasil, é preciso conter a despesa pública porque você só pode gastar aquilo que arrecada"

247 - No mesmo dia em que divulgou um rombo recorde de R$ 85 bilhões, nos primeiros nove meses do ano, que é fruto da recessão da dupla Temer-Meirelles, o presidente elogiou a primeira-ministra britânica Margareth Thatcher e disse que não se pode gastar mais do que se arrecada, como se as contas brasileiras estivessem em dia.

O elogio a Thatcher foi feito durante a abertura da cúpula da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), nesta segunda-feira 31, quando Temer disse ter assistido a um vídeo em que ela dizia que, "em dados momentos, como nós estamos fazendo no Brasil, é preciso conter a despesa pública porque você só pode gastar aquilo que arrecada". Temer acrescentou que, embora antigo, o vídeo parece "atual" para vários países.

Leia mais na reportagem da Reuters:

Em cúpula da CPLP, Temer elogia Thatcher e reafirma que não se pode gastar mais do que se arrecada

BRASÍLIA (Reuters) - Ao abrir a cúpula da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) nesta segunda-feira, o presidente Michel Temer elogiou a ex-primeira-ministra britânica, Margaret Thatcher para voltar a defender a ideia que não se pode gastar mais do que se arrecada.

Temer relatou, aos presentes na sessão de abertura, um vídeo em que a política britânica defendia a contenção de gastos públicos.

"Hoje eu vi um pequeno vídeo da primeira-ministra Margaret Thatcher, quando assumiu o poder, em que ela disse 'olhe, não vamos pensar que o Estado pode fazer projetos generosos e achar que existe um dinheiro público diferente do dinheiro privado'", disse Temer.

"Então é preciso em dados momentos, dizia ela, como nós estamos fazendo no Brasil, é preciso conter a despesa pública porque você só pode gastar aquilo que arrecada."

Para o presidente, o vídeo se mostrou "atual" para vários países, embora antigo.

O governo brasileiro vem defendendo a necessidade de equilibrar suas contas e tem na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece um teto para os gastos públicos sua principal medida. A PEC já foi aprovada em dois turnos pela Câmara dos Deputados e aguarda votação em uma comissão do Senado, para depois ser levada ao plenário da Casa.

O Brasil assumiu a presidência da CPLP, antes ocupada pelo Timor Leste.

Em discurso na abertura da conferência, o secretário-geral eleito da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, defendeu que a comunidade pode desempenhar papel importante nas questões internacionais e nas reformas do organismo multilateral.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello e Lisandra Paraguassu)

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

ERNESTO E CARLINHOS DENUNCIAM MAUS TRATOS AOS ANIMAIS EM CURRAL PÚBLICO DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

PROJETO PARA QUE AS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE TENHAM O HORÁRIO ESTENDIDO ATÉ AS 20 HORAS É APROVADO NA CÂMARA DE VEREADORES

BRUNO ARAÚJO: 'ESTOU PRONTO PARA ACEITAR ESSA MISSÃO'

Feira do Sítio Cacimba de Baixo movimenta a Zona Rural de Santa Cruz do Capibaribe

MARÍLIA ARRAES NESTA QUINTA-FEIRA EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE