Postagens

Mostrando postagens de Julho 1, 2015

Preconceitos

Imagem
A expressão do momento é “Preconceito”. É moda acusar os preconceituosos. O que muita gente não sabe é que, ao tentar apontar os preconceituosos, muitos o fazem por preconceito. Caindo assim na própria armadilha. 
Voltando-se as páginas da história não escrita, história essa muitas vezes, nem conhecida, me deparo com um quadro muito interessante: Eu vejo uma igreja pequena com alguns crentes, cultuando, cantando e pregando a Palavra e vejo também muitas pessoas, da chamada sociedade da época, que os odiava, que apedrejam as suas casas e templos, que xingavam, que prometiam até atirar neles e eles só tinham a fé para sua defesa.
Eram pessoas simples, na sua maioria sem formação alguma, trabalhadores braçais, seus templos ocupavam as periferias, pequenos, simples, pobres. Não tinham representantes nas bancadas.
Parece-me que, naquela época, não existia a palavra preconceito e se existisse não era muito usada, pelo menos nesse interim.
Quando um crente apanhava por causa de sua fé ou p…

Toritama: Reunião histórica termina em arquivamento do processo de cassação do prefeito.

Imagem
Por Wendell Galdino

Três votos contrários a cassação, sete a favor da cassação, porém quem salvou a pele do chefe do executivo foram as abstenções, que não estavam no script.
Em sessão histórica Câmara de Vereadores de Toritama, vota processo de cassação do chefe do executivo local. Pela primeira vez na história politica da "Capital do Jeans", Câmara de Vereadores se reúne em sessão extraordinária , para votar um processo de cassação sob a acusação de improbidade administrativa por uso indevido máquina publica.
Esta tarde de terça-feira (30) ficou marcada na história política de Toritama. Um clima de tensão e muita expectativa pairou sobre a cidade durante toda a segunda e a terça-feira, véspera e dia da tão esperada votação. As horas foram passando e pouco a pouco a multidão ia chegando e se aglomerando tanto nas dependências da Casa Legislativa, como nas imediações.
Um forte aparato de segurança foi montado para que não houvesse tumulto e que as coisas não ganhassem outras p…

Maioridade penal: Câmara veta texto de comissão

Imagem
Substitutivo do deputado federal Laerte Bessa previa a responsabilização penal de jovens de 16 e 17 anos e ficaria restrita a crimes hediondos, tráfico de drogas, casos de terrorismo, lesão corporal grave e roubo qualificado
POR WILSON LIMA
Congresso em Foco


Luis Macedo / Câmara dos Deputados
Deputados discutiram redução da maioridade penal por horasEm uma sessão tensa que durou mais de sete horas, o plenário da Câmara rejeitou o substitutivo do deputado Laerte Bessa (PR-DF) à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que previa a redução da maioridade penal para crimes graves e/ou hediondos. Com o resultado, a Câmara vai apreciar o texto original do ex-deputado Benedito Domingos. O substitutivo de Bessa teve 303 votos a favor e 184 contra. Mas, por se tratar de uma emenda constitucional, a matéria precisaria de pelo menos 308 votos a favor.
O texto de Laerte Bessa previa que a responsabilização penal de jovens de 16 e 17 anos não seria integral. Ela ficaria restrita a crimes hediondos (ho…