Postagens

Mostrando postagens de Março 25, 2015

ALBERES XAVIER NO FALANDO DE POLÍTICA DESTA QUINTA-FEIRA (26)

Imagem

INFORMATIVO DA AÇÃO SOLIDÁRIA ADVENTISTA

Imagem
"A construção da cozinha está evoluindo e a cada dia o sonho vai se tornando realidade", essa afirmação da diretora da ASA, Ivone Aragão, sintetiza muito bem o pensamento de todos os que compõem o Departamento Social da Igreja Adventista do Sétimo Dia em Santa Cruz do Capibaribe.


Com a ajuda de voluntários e através de doações a primeira parte de uma série de obras está sendo efetivada. Logo essa primeira etapa será vencida e o restante do projeto continuará sendo executado. Será feito um grande refeitório e em cima do refeitório serão construídas salas para abrigar outros departamentos da igreja.


"É com imensa alegria e dando glórias a Deus por isso que vemos a obra sair do papel e em breve a igreja e toda a comunidade poderá usufruir disso tudo", falou Ivone Aragão.

Fernando Aragão: "O meu lado é Santa Cruz do Capibaribe"

Imagem
O vereador Fernando Aragão iniciou seu discurso na tribuna da Câmara de Vereadores, na tarde desta terça-feira (24), falando sobre a desmoralização que a prefeitura tem com esta Casa de Lei, porque "o executivo enviou Projeto de salário base para análise de nós parlamentares e eu gostaria que tal projeto fosse cumprido". 
“Não sei quanto tempo ainda vamos esperar para que o próprio prefeito cumpra com o que ele mesmo propôs. 
Outro ponto que quero destacar é a retomada das obras da PE-160. Estão dizendo que vai recomeçar no dia 1º de abril, possa ser que seja devido este dia ser o dia da mentira. 
Espero que vossa excelência, presidente Vereador Afrânio entre em contato com o secretário de transporte do estado para que ele faça uma audiência. Eu estive reunido com o senador Humberto Costa e cobrei dele porque eu não tenho lado, o meu lado é Santa Cruz do Capibaribe e talvez, por esse meu trabalho que sempre faço, é que as coisas são tão complicadas. 
Talvez seja por isso que…

Muita semelhança

Imagem
Por Antonio Martins de Farias* Um “retrato” da saúde no Rio de Janeiro e um hospital para Santa Cruz do Capibaribe
O discurso de quem está no poder é no sentido de que a falta de segurança e o caos da saúde do povo brasileiro é um problema nacional. Às vezes é. Às vezes não. É nacional quando se analisa como um todo. Como é o caso da cidade do Rio de janeiro, aonde falta saúde; não há segurança nem bons gestores.
Na cidade do Rio de Janeiro, a violência tem tirado o direito de ir e vir. Sem se falar no direito de ser feliz. A quantidade de policiais, que são humanos, possuem famílias e merecem respeito, mortos por mês e os homicídios por bala perdida é assustador e lastimável. 
As autoridades perderam o controle sobre o monopólio da violência. Não existe garantia de vida na cidade do Rio de Janeiro. As pessoas saem de casa e não sabem se voltam, porque pode a qualquer momento, morrer em consequência de uma bala perdida. Ou em consequência de um confronto da policia contra os elementos …